Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

“Não passa tudo de uma ilusão”

O sofrimento estava bem visível nos semblantes carregados das dezenas de pessoas que, ontem, foram velar o corpo de Bruno Fonseca, o jovem de 13 anos que anteontem foi colhido mortalmente por um comboio perto da Doca de Faro.
4 de Novembro de 2011 às 01:00
Corpo de Bruno Fonseca esteve ontem a ser velado na igreja de São Luís
Corpo de Bruno Fonseca esteve ontem a ser velado na igreja de São Luís FOTO: Luís Costa

"Não passa tudo de uma ilusão. Tu não partiste", dizia a mãe do jovem, Anabela Fonseca, lavada em lágrimas e muito consternada, no velório, na Igreja de São Luís, ontem, durante a tarde. Familiares e colegas de Bruno Fonseca foram chegando ao local, onde muitos ficaram durante algumas horas junto ao corpo do jovem, que vai hoje a enterrar, às 11h00, no Cemitério Novo, em Faro.

"Era uma pessoa muito alegre e gostava sempre de fazer rir os amigos quando estavam tristes", contou ao CM David Silva, 14 anos, colega e vizinho de Bruno.

O jovem estudava na Escola Básica 2,3 Joaquim Magalhães, em Faro, onde frequentava o 7º C. Segundo os amigos, "era muito bom desportista". Para além de andar de skate, Bruno jogava badminton no desporto escolar e ainda praticava danças de salão "desde criança" na Escola Pinheiro e Rosa.

Entretanto, na rede social Facebook, os amigos criaram a página ‘Homenagem a Bruno Fonseca’, ontem já com mais de mil seguidores.

BRUNO FONSECA MENINO COMBOIO COLHIDO FARO IGREJA VELÓRIO
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)