Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

NÃO SOBROU NEM UMA ÚNICA COISA MINHA

As lágrimas são a única coisa que ficou. Ivone Félix, de 74 anos, não sabe como vai ser o seu futuro. Um incêndio reduziu a cinzas, no final da madrugada de ontem, a casa em que vivia, no Alto do Chão Frio, Sintra. E se não forem os apoios dos muitos amigos que garante ter, os próximos tempos da sua vida serão uma incógnita.
25 de Agosto de 2004 às 00:00
Jorge Barra foi uma das primeiras pessoas a aperceber-se de que algo ia mal na vizinhança. Passava pouco das 05h00 quando o vizinho de Ivone Félix começou a ouvir “inúmeros barulhos, semelhantes a tiros de pistola”.
“Quando cheguei à janela, e olhei em frente, já vi parte da casa da dona Ivone a ser consumida por grande labaredas. A única coisa que me lembrei foi de ir lá”, recordou.
NÃO QUERIA SAIR
A incerteza que dominava Jorge Barra, depressa foi substituída por um grande sentimento de surpresa. “Quando entrei em casa vi-a agarrada ao telefone, a ligar para os bombeiros”, referiu o morador do Alto do Chão Frio.
Alarmado com a rápida progressão das chamas, Jorge Barra tentou convencer a idosa a sair de casa, para que nenhum mal lhe acontecesse.
No entanto, Ivone Félix recusou abandonar o seu lar de mais de duas décadas. “Só muito a custo consegui persuadi-la a sair”, salientou Jorge Barra.
Contactado o 112, foram enviados ao local 20 homens e seis viaturas das corporações de bombeiros de São Pedro de Sintra e Sintra. No entanto, não foi possível resgatar das chamas qualquer dos bens da idosa, que perdeu inclusive algum dinheiro que guardava em casa.
Mergulhada na mais profunda tristeza, Ivone Félix pespectiva o seu futuro com incerteza. “Não sobrou nem uma única coisa minha. Até a camisola que trago me foi emprestada”, lamentou.
No entanto, a reacção dos vizinhos à pouca sorte da idosa, que tem um filho de quem diz “não esperar nada”, foi imediata. O dono da anterior casa de Ivone Félix dispensou logo uma divisão para a idosa viver temporariamente.
“Para além disto, ainda lhe vamos arranjar algumas roupas”, concluiu Mário Antunes.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)