Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Nem os assaltantes estragaram a festa

A 19.ª Festa de Natal dos sem-abrigo organizada pela Comunidade Vida e Paz (CVP) começou ontem na Cantina da Universidade de Lisboa e prolonga-se até amanhã à noite. “Este evento destina-se a pessoas que vivem na rua e também a famílias carenciadas e desfavorecidas. Muitas vezes têm uma casa mas não passa de um tecto”, disse ao CM Pedro Melo, coordenador geral da festa, realizada após um assalto ao armazém da associação ter feito desaparecer muitos alimentos.
15 de Dezembro de 2007 às 00:00
Apesar de as portas só terem sido abertas às 16h30, muito antes dezenas de pessoas já organizavam uma fila. Lá dentro esperava-os distribuição de roupas, cabeleireiro, espaço lúdico de leitura para adultos e crianças, o lanche, um espectáculo musical com artistas variados e um jantar.
Eugénia Costa tem apenas 57 anos e já é bisavó. Vive na Brandoa com o marido, uma filha, duas netas e o bisneto Micael, de três anos, com quem foi à festa: “É a quarta vez que cá venho, é uma festa digna de se ver e dão-me sempre roupa para o menino e para mim”, diz ao CM.
A cozinha está a cargo do primeiro-sargento Susano, que assume a responsabilidade pela confecção e preparação das refeições durante os três dias da festa. Ontem foram preparados 400 litros de sopa, 500 frangos com chouriço e 90 quilos de esparguete para proporcionar uma refeição quente às cerca de 500 pessoas que ali se juntaram.
No passado fim-de-semana o armazém da CVP foi assaltado, o que pôs em causa a realização da festa: “Tivemos imensa ajuda de empresas que já tinham oferecido bens alimentares e brinquedos e o fizeram pela segunda vez, e de outras, que, ao terem conhecimento do assalto, nos ajudaram”, explica Pedro Melo. “Os particulares também nos deram bastante roupa”, acrescenta.
Esta tarde, para animar os convidados, passam pela cantina nomes como Nuno da Câmara Pereira, Lara Afonso ou o grupo Jobara. Amanhã, os actores Ana Brito e Cunha, Ricardo Carriço e Sofia Aparício também vão animar o serão.
No ano passado a festa – que tem a colaboração de 1100 voluntários – contou com quase três mil pessoas. “Oitenta por cento dos participantes são os mesmos durante os três dias”, disse ao CM fonte da organização. Hoje o jantar é feijoada à transmontana, feita com mais de 200 quilos de carne, e amanhã três mil postas de bacalhau serão confeccionadas.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)