Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

Neto esfaqueia avô de 84 anos

Um cadastrado, de 42 anos, que já cumpriu pena de prisão por violação, esfaqueou o avô em casa deste, na rua Pêro de Alenquer, em Monte Gordo, tendo sido detido pela GNR após tentar esconder-se num automóvel e agredir um popular.

4 de Março de 2009 às 00:30
Michel à saída do Tribunal de VRSA, onde não chegou a ser ouvido
Michel à saída do Tribunal de VRSA, onde não chegou a ser ouvido FOTO: Nuno Jesus

Deodato Mendonça, 84 anos e viúvo, foi ferido no abdómen com uma faca de cozinha. Socorrido por uma equipa do INEM, foi transportado para o Hospital Central de Faro, onde continua internado. O seu estado é estável.

Desconhecem-se as razões da agressão, que ocorreu anteontem, até porque avô e neto, Michel Madeira, se davam bem. "O neto esteve a ajudar o avô a pintar a casa e depois vieram almoçar ao meu restaurante", contou ao CM, António Baltazar, dono do Stop 3.

"Estiveram muito bem e beberam duas garrafas de vinho, o que não era habitual no avô" contou o comerciante, que ficou surpreendido quando, pelas 18h00, Deodato chegou ao restaurante a esvair-se em sangue. "Trazia uma faca de cozinha na mão e disse-me que o neto lhe tinha dado uma facada na barriga", referiu Baltazar, que pediu socorro e foi buscar uma toalha para estancar o sangue, enquanto não chegavam as autoridades.

O CM sabe que Michel Madeira já esteve internado num hospital psiquiátrico três semanas. Foi enviado para casa com medicação que, em conjunto com o vinho ingerido em grande quantidade, poderá ajudar a explicar a agressão.

Michel Madeira deverá conhecer hoje as medidas de coacção.

ESCONDEU-SE NUMA VIATURA

Michel Madeira, depois de esfaquear o avô, fugiu do local e partiu o vidro lateral de uma viatura ligeira estacionada perto. Foi surpreendido por um popular, amigo da proprietária do carro, quando estava no seu interior, no lugar do condutor. "Vi o Michel sentado ao volante e disse-lhe para sair dali", contou ao CM Fernando Agostinho, que, posteriormente, teve de enfrentar o presumível agressor. "Saiu do carro e veio direito a mim, em atitude agressiva, com a mão metida no bolso traseiro das calças", explicou a testemunha, que resolveu fugir.

"Andei à volta das viaturas estacionadas, ele sempre atrás de mim, e ainda chegou a jogar-me um soco", diz Agostinho, que ainda teve tempo de chamar a GNR. "Andámos uns quinhentos metros neste jogo do gato e do rato até que veio a GNR e o deteve."

PORMENORES

VIOLAÇÃO

Michel Madeira foi condenado, há cerca de 15 anos, a sete anos de prisão por violação de uma estrangeira na praia de Monte Gordo. Cumpriu 4 anos.

CRIMES

Foi detido, várias vezes, em flagrante delito, por crimes de furto em Monte Gordo. Recentemente, furtou uma garrafa de vinho do Porto antiga e o avô comprometeu-se a indemnizar o dono.

ÓRFÃO DE PAI

É casado e pai de dois filhos, com 18 e 13 anos. O seu pai faleceu num acidente de automóvel, quando regressava de uma visita ao filho na prisão de Pinheiro da Cruz.

HERANÇA

Herança do pai permite que o presumível agressor tenha uma vida algo desafogada. Amigos garantem que não tinha necessidade de roubar.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)