Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

“Ninguém foi obrigado a beber”: Cozinheiro acusado de matar com mistura de vinho e álcool etílico

Testemunha contradiz acusação.
Fátima Vilaça 25 de Novembro de 2021 às 08:39
Tribunal
Tribunal FOTO: Getty Images
“O António Gomes fez a mistura e bebemos porque quisemos. Ninguém foi obrigado a beber”, afirmou esta quarta-feira, no Tribunal de Braga, João Nogueira, um dos homens que em 2019 ficou em coma depois de ter bebido uma mistura de vinho com álcool etílico.

A bebida provocou a morte de João Paulo Silva. O testemunho da vítima, na última sessão antes das alegações finais, veio contradizer a acusação, que responsabiliza o cozinheiro Paulo Ribeiro, de 35 anos, pela morte do sem-abrigo. O arguido já tinha contado a mesma versão. 
António Gomes João Nogueira Tribunal de Braga questões sociais sem-abrigo
Ver comentários