Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

"Ninguém pode cometer crimes de natureza racial em nome do Chega": André Ventura reage a ataque

Candidato do partido a junta da freguesia em Moura atirou contra família sueca com sete crianças.
Correio da Manhã 16 de Outubro de 2021 às 20:44
A carregar o vídeo ...
"Ninguém pode cometer crimes de natureza racial em nome do Chega": André Ventura reage a ataque em Moura na CMTV
André Ventura, presidente do Chega, reagiu este sábado às notícias de que um candidato do partido a junta da freguesia no concelho de Moura tentou matar uma família sueca com sete filhos menores. 

De acordo com o presidente do partido, ainda está a ser feita a averiguação do que terá ocorrido, no entanto, Ventura sublinha: "Ninguém pode cometer crimes de natureza racial em nome do Chega, repudiamos isso completamente". 

"Estou no concelho de Moura, estamos a tentar apurar os elementos que estiveram à volta deste crime porque a PJ refere-se a aparentemente um motivo de natureza racial sem especificar os detalhes em que isto acontece", explica à CMTV André Ventura. 

O presidente do Chega disse ainda que não tinha conseguido falar com o suspeito em causa mas esperava poder fazê-lo. "Agora queremos saber o que se passou", acrescentou. 

"Estando em causa um crime desta gravidade, independentemente dos motivos, não será um bom prenúncio para um elemento que será autarca do Chega", afirma. 

"Seja este candidato ou outro qualquer, o envolvimento em crimes desta gravidade não serão deixados em branco e haverá consequências disciplinares", alerta ainda acrescentanto que ninguém pode atuar em nome do Chega "com qualquer pressuposto de ódio racial ou contra minorias". 

A Polícia Judiciária deteve esta sexta-feira um homem de 53 anos, candidato do Chega, por tentativa de homicídio qualificado a uma família sueca com sete filhos menores em Moura, no Alentejo no passado dia 8 de outubro. O homem perseguiu a caravana desta família e, após uma discussão motivada por questões raciais, o suspeito atingiu com disparos de arma de fogo o veículo onde seguiam também os menores com idades compreendidas entre os 11 anos e os 3 meses de idade.

A agressão terá sido determinada "por ódio racial", refere a PJ em comunicado.
Chega André Ventura Moura crime lei e justiça
Ver comentários