Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

Novas instalações melhoram resposta

Armazéns degradados servem de base para a Estação Salva-Vidas.
Tiago Griff 14 de Outubro de 2016 às 08:42
Nova estação salva-vidas vai ficar instalada em antigos armazéns que existiam no porto de pesca de Olhão
Nova estação salva-vidas vai ficar instalada em antigos armazéns que existiam no porto de pesca de Olhão FOTO: Nuno Alfarrobinha
As novas instalações da Estação Salva-Vidas do Instituto de Socorros a Náufragos vão ser inauguradas no dia 26 de outubro. A Autoridade Marítima espera reduzir em cinco minutos o tempo de resposta às emergências.

Há dois anos que decorriam as conversações entre a Autoridade Marítima e a Docapesca para a cedência de um conjunto de armazéns degradados no porto de pesca, para instalação da Estação Salva-Vidas de Olhão. Há seis meses foi assinado o protocolo entre os organismos que deu início à construção.

"Estamos a usar todas as sinergias locais: os reclusos do Estabelecimento Prisional de Olhão estiveram a pintar o armazém, a autarquia ajudou nas limpezas, estamos a usar elementos internos da Autoridade Marítima e ainda procurámos empresas locais para fornecimento de materiais", contou ao CM Nunes Ferreira, da capitania de Olhão. Tudo para reduzir o custo da obra que, quando terminar, vai trazer mais eficiência à área de ação desta estação salva-vidas, que opera numa extensão de mais de 40 quilómetros, entre Quarteira, concelho de Loulé, Fuseta e Olhão.

"As duas equipas, que dormiam na capitania, vão estar instaladas no armazém e as embarcações estão num cais a poucos metros. Esperamos reduzir o tempo de resposta em cinco minutos em relação ao sistema atual", revela Nunes Ferreira.

O transporte dos doentes por parte do INEM também vai ser mais rápido, já que as ambulâncias vão passar a ficar estacionadas em frente ao armazém.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)