Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Novas pistolas já estão em testes

O Governo quer que todos os elementos da PSP e da GNR usem armas iguais, de calibre 9mm, e que cada polícia mantenha a mesma pistola de serviço durante toda a carreira profissional. Nos últimos dois dias, elementos das duas forças de segurança testaram seis modelos de pistolas. A escolhida só será apresentada em Abril.
18 de Março de 2007 às 00:00
Durante dois dias as armas foram testadas por polícias e peritos. A pistola eleita só será conhecida no próximo mês de Abril
Durante dois dias as armas foram testadas por polícias e peritos. A pistola eleita só será conhecida no próximo mês de Abril FOTO: Nuno Ferreira
Para reequipar as forças de segurança o Ministério da Administração Interna (MAI) pretende adquirir 50 mil pistolas e prevê um investimento de 15 milhões de euros até 2012. Ainda assim, os preços já propostos são mais baixos e poderão poupar dois milhões de euros ao Governo.
“Cada pistola fica entre os 240 e os 270 euros – menos 50 a 100 que as adquiridas nos concursos feitos até agora em Portugal, e menos 150 euros do que as vendidas nos armeiros”, disse o subsecretário de Estado Rocha Andrade.
O concurso público está a decorrer e há quatro critérios básicos a ter em atenção: preço, desempenho, facilidade de operação e produtividade. Há cinco marcas, algumas com mais que um modelo, que corresponderam aos requisitos exigidos e que estão agora a ser testadas.
É o caso da Glock 19, da HK (a P30 e a USP Compact), a IWI Jericho RSL, a Sig-Sauer Pro 2022 e uma Pietro Beretta PX4 Storm, que durante quinta e sexta-feira foram submetidas a vários testes.
Numa primeira fase, as armas foram pesadas e medidas. Depois foram escolhidos aleatoriamente 20 especialistas da PSP e da GNR, que trabalham nas várias áreas de actuação (trânsito, investigação criminal) – que testaram a ergonomia da arma e a sua facilidade de manuseamento. A última fase ficou sob responsabilidade de dez especialista do Grupo de Operações Especiais (GOE) da PSP e da Companhia de Operações Especiais (COE) da GNR. Os dez peritos, de olhos vendados, fizeram testes de apalpação e dispararam.
Para o comandante dos COE, capitão Quadrado, o ‘rearmamento’ das forças de segurança vai permitir que cada militar ou polícia tenha uma arma durante toda a carreira e cuide dela. “Agora uma arma serve para quem estiver de serviço e a manutenção é descurada”, disse ao CM.
Para o comandante do GOE, intendente Magina da Silva, vai poupar-se em formação e até na manutenção. “Há vários modelos de armas em uso nas forças de segurança e por vezes é difícil e até caro encontrar peças”, disse.
Actualmente só os polícias que trabalham em bairros complicados e na investigação criminal têm pistolas 9mm, os restantes polícias mantém a 7.65mm. Há cerca de oito modelos diferentes.
PORMENORES
MANUTENÇÃO
Com a aquisição das novas armas, o Governo pretende que cada polícia obtenha uma arma em início de carreira e a mantenha até se reformar. Em França, cada polícia recebe uma arma de fogo, um bastão, algemas e uma Taser (arma não letal de choques eléctricos) quando entra na profissão.
FORMAÇÃO
O facto de todos os polícias usarem a mesma arma permanentemente vai reduzir o número de formações obrigatórias. Cada vez que um polícia utilizava uma arma diferente, até agora, tinha de receber formação. Por outro lado, as características escolhidas para a arma estão todas enquadradas nas diferentes funções das forças de segurança.
AS ARMAS
- Os especialistas da PSP e da GNR experimentaram dois modelos da Glock 19. Um com mira de titânio e outro de fósforo, para uso em operações nocturnas.
- A HK P30 foi outro dos modelos testados. Trata-se de uma pistola semi-automática, calibre 9 mm e pesa 740 gramas.
- Também da HK, os polícias testaram a USP Compact, uma pistola de 9mm que pesa 720 gramas, mais pequena que a P30.
- De fabrico israelita, concorre a IWI (Israel Weapon Industries) Jericho RSL, uma pistola de calibre 9mm que pesa 720 gramas.
- A Pietro Beretta PX4 Storm é um dos mais recentes modelos de pistolas semi-automáticas da marca. Pesa cerca de 780 gr.
- A Sig-Sauer Pro 2022 foi adoptada pela polícia francesa, com alterações, em 2003. Pesa 760 gramas e também está em teste.
Ver comentários