Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

NOVO TRATAMENTO CONTRA O CANCRO

Cientistas australianos descobriram um novo tratamento que aumenta a produção de células-T, encarregadas de lutar contra as infecções, fortalecendo o sistema imunológico de doentes com cancro, disseram ontem, fontes médicas.
25 de Junho de 2003 às 00:00
 O combate ao cancro tem conhecido avanços significativos
O combate ao cancro tem conhecido avanços significativos FOTO: CM
Um grupo de cientistas da Universidade de Monash, em Melbourne, descobriu que um grupo de medicamentos semelhantes à hormona GnRH, que bloqueiam a produção das hormonas sexuais em pacientes com cancro da próstata e da mama, rejuvenesce o timo, uma glândula que se deteriora com a idade.
Situada na parte antero-superior da cavidade torácica, atrás do esterno e por cima do coração, o timo, que se atrofia depois da puberdade, produz as células-T, cujo papel é vital na luta contra as doenças infecciosas.
Peter Hansen, director da Norwood Abbey, a empresa de Melboune que financiou este projecto com quatro milhões de dólares, explicou que "as empresas farmacêuticas desconheciam que os medicamentos GnRH tinham impacto no sistema imunológico".
Acrescentou ser vantajoso que o produto já se encontre à disposição do público, tornando assim possível que o novo tratamento contra o cancro entre no mercado em dois anos.
Por seu lado, o chefe do governo do estado de Vitória, John Twaites, anunciou que seis dos mais importantes hospitais do Reino Unido e dos Estados Unidos estão dispostos a testar o tratamento numa centena de pacientes.
O chefe da equipa de investigação de Monash, Richard Boyd, declarou nessa conferência que entre 60 a 80 por cento dos 16 pacientes com cancro de próstata em que o tratamento foi ensaiado conseguiram aumentar a sua produção de células-T em 50 por cento.
Segundo os cientistas australianos, o tratamento tem efeitos secundários mínimos, como irritações na pele e ardores.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)