Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

Número de estrangeiros em Portugal diminuiu

O número de estrangeiros residentes em Portugal diminuiu 0,8 por cento entre 2008 e 2009 para cerca de 443 mil pessoas, contrariamente ao que sucedeu em Espanha, onde a população residente estrangeira aumentou 7 por cento ultrapassando os 5,6 milhões, revela um estudo da Pordata, uma base de dados estatísticos da Fundação Francisco Manuel dos Santos.
3 de Novembro de 2010 às 15:10
Em Portugal, o valor estagnou entre 2008 e 2009, não ultrapassando os  4,2 estrangeiros por cada cem residentes nacionais
Em Portugal, o valor estagnou entre 2008 e 2009, não ultrapassando os 4,2 estrangeiros por cada cem residentes nacionais FOTO: Ricardo Cabral

De acordo com os dados disponíveis, em 2008 a população  residente estrangeira em Portugal atingia as 446.333 pessoas, número que  baixou em 2009 para as 443.102 pessoas.         

Paralelamente, o número de residentes nacionais aumentou ligeiramente,  passando de 10,17 milhões de pessoas em 2008 para 10,18 milhões em 2009.        

Já em Espanha, o número de residentes estrangeiros cresceu de 5.262.095  em 2008 para 5.650.968 em 2009, um aumento de 7 por cento.         

Ao mesmo tempo que o nosso país vizinho viu aumentar o número de residentes estrangeiros,  viu também crescer o número de residentes nacionais que passou de pouco  mais de 40 milhões em 2008 para 40.177 milhões em 2009.         

Consequentemente, em Espanha, a proporção de população estrangeira em  relação à população nacional também aumentou, e se em 2008 havia 11,6 cidadãos  estrangeiros por cada cem nacionais, em 2009 esse valor passou para 12,3.        

Em Portugal, o valor estagnou entre 2008 e 2009, não ultrapassando os  4,2 estrangeiros por cada cem residentes nacionais.        

No que diz respeito aos fluxos migratórios, e apenas comparando os dados  de 2007 e 2008, a imigração diminuiu para quase metade, passando de 46.300  pessoas para 29.718 em 2008.        

Em relação à emigração, os dados mostram que no nosso país, entre 2007  e 2008, houve uma quebra nos valores, diminuindo de 26.800 para 20.357 as  pessoas que optaram por viver fora do país

Por fim, em relação ao saldo migratório, ou seja, a diferença entre  o número de entradas e saídas por migração internacional ou interna, Portugal  registou um aumento significativo entre 2008 e 2009, passando de 9.361 pessoas  para 15.048.

emigração espanha portugal
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)