Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

"Nunca será esquecido": Pai partilha mensagem emocionada após filho ser morto à porta de discoteca no Porto

Paulo Correia, de 23 anos, morreu na segunda-feira. Alegado agressor ficou em prisão preventiva.
Correio da Manhã 12 de Outubro de 2021 às 17:26
Paulo foi agredido a murro quando estava na fila para entrar numa discoteca, no Porto
Paulo foi agredido a murro quando estava na fila para entrar numa discoteca, no Porto FOTO: Facebook
O pai do jovem que morreu após ser agredido na fila de uma discoteca no Porto deixou uma mensagem emotiva nas redes sociais. 

"Ninguém pode imaginar a dor que um pai sente ao perder o filho tão querido. Agradeço a todos os que estão unidos connosco nesta tragédia. O meu filho lindo nunca será esquecido e a sua alegria de viver tem de ser um alento para todos nós", escreveu Rogério Correia numa publicação. 

Paulo Correia, de 23 anos, morreu na segunda-feira devido a agressões, que aconteceram após uma discussão com estudantes estrangeiros, que o acusavam de estar a passar à frente na fila. Atingido violentamente com um murro, a vítima caiu ao chão, bateu com a cabeça e sofreu graves lesões cerebrais. Um dos suspeitos ainda atirou uma garrafa ao jovem.

O alegado agressor, tem 21 anos e nacionalidade francesa, ficou em prisão preventiva.

Porto agressão paulo correia discoteca prisão preventiva pai rogério correia
Ver comentários