Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

“O tiro deixou a perna desfeita”: Homem vê perna ser amputada após assalto em Loures

Família passa por dificuldades económicas após assalto a loja.
Raquel Simões 15 de Dezembro de 2019 às 01:30
Momtaz Momo encontrou “a loja cheia de sangue” após o assalto, que deixou o marido gravemente ferido
Momtaz Momo encontrou “a loja cheia de sangue” após o assalto, que deixou o marido gravemente ferido
Momtaz Momo encontrou “a loja cheia de sangue” após o assalto, que deixou o marido gravemente ferido
Momtaz Momo encontrou “a loja cheia de sangue” após o assalto, que deixou o marido gravemente ferido
Momtaz Momo encontrou “a loja cheia de sangue” após o assalto, que deixou o marido gravemente ferido
Momtaz Momo encontrou “a loja cheia de sangue” após o assalto, que deixou o marido gravemente ferido
Momtaz Momo e o filho de dois anos vivem com medo e dificuldades económicas desde que, no dia 02 de novembro, a loja da família foi assaltada, em Sacavém, Loures.

O marido, Habibur Rahman, foi atingido com um tiro numa perna pelos assaltantes e a mesma acabou por lhe ser amputada. "O meu marido perdeu a perna depois deste assalto. No hospital já garantiram que vai ser um processo muito longo até que ele possa voltar a trabalhar", disse ao CM.

A loja, que têm há quatro anos, está fechada desde o assalto e não há uma data prevista para que possa reabrir. "Ficámos sem dinheiro para pagar a renda de casa e da loja. Ficámos sem nada", conta a mulher.

No dia do crime, Momtaz foi para casa com o filho poucos minutos antes de os três assaltantes entrarem no espaço comercial. Quando chegou à loja, alertada por vizinhos de que algo se passava, o cenário que encontrou foi de horror.

"A loja estava cheia de sangue, parecia que tinha explodido ali uma bomba. A perna ficou completamente desfeita com o tiro. Ainda hoje não consigo dormir com a imagem na cabeça." Segundo Momtaz, esta foi a primeira vez que a loja foi alvo de um roubo.

Neste momento, Habibur Rahman está internado no hospital, a recuperar dos ferimentos.

"Os médicos já me alertaram de que, psicologicamente, o meu marido pode ficar muito afetado pelo facto de ter ficado sem a perna", refere, emocionada. A família luta agora para conseguir reabrir a loja.
Sacavém Loures Momtaz Momo Habibur Rahman questões sociais
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)