Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

OA instaura processo disciplinar a Júdice

A Ordem dos Advogados (OA) decidiu instaurar um processo disciplinar ao seu antigo bastonário José Miguel Júdice, por este ter violado as regras deontológicas da profissão em declarações proferidas numa entrevista recente concedida ao “Jornal de Negócios”.
24 de Maio de 2005 às 09:46
José Miguel Júdice
José Miguel Júdice FOTO: Natália Ferraz
Segundo noticia esta terça-feira o jornal “Público”, o assunto foi debatido na última reunião do Conselho Superior da OA, que decorreu na passada sexta-feira, sendo que a decisão contou com o voto favorável de cerca de três quartos dos 20 conselheiros.
Na origem da decisão estão declarações proferidas pelo ex-bastonário ao JN, em Abril, onde defendia que para contratar serviços de consultadoria, o Estado deveria contactar sempre as três maiores sociedades de advogados do País, entre as quais aquela que ele próprio representa, a PLMJ, A. M. Pereira, Sáragga Leal, Oliveira Martins, Júdice & Associados.
Contactado ontem pelo “Público”, José Miguel Júdice afirmou não ter sido ainda notificado pela OA, pelo que enquanto não recebesse qualquer comunicação, não podia fazer comentários, sem deixar, no entanto, de considerar que, “a ser verdade, parece que chegou agora à Ordem o mau hábito de violação do segredo de justiça, que, até agora, parecia ser um exclusivo dos tribunais”.
Já esta terça-feira, José Miguel Júdice comentou: "Não me pesa na consciência nenhuma atitude censurável, mas por respeito a uma instituição que servi e tenho no coração, não faço comentários sobre o processo disciplinar do qual não fui notificado", disse o ex-bastonário.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)