Sub-categorias

Notícia

Oficial da PSP confessa violência por “medo”

Filipe Silva justificou bastonadas e socos em adeptos do Benfica, após injúrias e cuspidela.
Por Fátima Vilaça|17.04.18
Foi num depoimento completamente vazio de emoções e sem demonstrar arrependimento, que Filipe Silva, o subcomissário da PSP de Guimarães que está a ser julgado por ter agredido de forma violenta dois adeptos do Benfica junto ao Estádio D. Afonso Henriques, admitiu ontem ter desferido duas bastonadas em José Magalhães e dois socos no pai, Manuel Magalhães, perante os dois filhos menores do empresário. Filipe Silva admitiu que ao ver as imagens da CMTV ficou "chocado por ver as crianças passarem por aquilo".

PSP que agrediu adeptos do Benfica julgado em Guimarães
O oficial da PSP justificou a atuação violenta com os insultos a que foi sujeito e por ter tido a perceção que tinha sido "cuspido". "Dirigi-me à pessoa para a deter, tentando manietá-la e fui agarrado pelas costas. Não estava a contar e a minha reação foi instintiva. Dei-lhe dois socos, porque pensei que ia ser agredido", explicou Filipe Silva durante os mais de 90 minutos de depoimento.

O subcomissário chegou mesmo a dizer que sentiu "medo" perante o clima de grande tensão que se vivia no estádio. Disse ainda que José Magalhães estava "bastante nervoso", que "desobedeceu à ordem de detenção" e que foi obrigado a dar-lhe uma bastonada "nas pernas" para o manietar. "Agi como foi possível agir num momento de grande tensão e adrenalina. Mas o nível de força que utilizei não ultrapassou os limites máximos das normas de execução permanente", frisou.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!