Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

OPERAÇÕES EM MENOS DE 10 MESES

O Ministério da Saúde anunciou ontem que as listas de espera para cirurgias, onde estão inscritas 123 166 pessoas, vão acabar antes de Novembro de 2004 e que os doentes, que entretanto, entrem para as listas, não vão esperar mais do que 10 meses para serem operados.
30 de Maio de 2003 às 00:00
O ministro da Saúde diz que foram feita 51 274 operações a doentes em espera
O ministro da Saúde diz que foram feita 51 274 operações a doentes em espera FOTO: d.r.
As informações constam de um relatório que o Ministério da Saúde enviou ontem ao Parlamento, a que o CM teve acesso, sobre o programa de combate às listas de espera.
No documento, o ministro promete que "será possível antecipar o prazo de dois anos para eliminação da lista de espera" e que "os doentes registados após 1 de Junho de 2002 que eventualmente possam aguardar pela cirurgia terá no máximo um tempo real de espera na ordem dos 10 meses". Isto por se esperar, com a empresarialização dos hospitais "um aumento da eficiência de 20 por cento".
De acordo com os dados do ministério, nos últimos seis meses foram realizadas 51 274 operações. Destas, 17 450 cirurgias foram feitas em horas extras e 33 824 durante a actividade normal de trabalho. Os dados levam o ministro, apurou o CM, a apontar o Verão de 2004 para o fim das listas.
Até porque, no relatório o Governo adianta que em Novembro deste ano já estarão feitas 100 mil cirurgias.
Estimativa menos optimista têm alguns profissionais hospitalares, contactados pelo CM , que dizem "não acreditar no fim das listas" nem na diminuição do tempo de espera para 10 meses.
MAIS DADOS DO DOCUMENTO
PRIVADOS
O sector privado e social também vai realizar operações a doentes das listas de espera. As cirurgias feitas por este sector serão as varizes, hérnias, cataratas e amigdalectomias.
CRÍTICAS
No documento, o ministro da Saúde critica o programa de combate às listas do PS, referindo que este, em um ano apenas, conseguiu fazer realizar 23 791 operações.
PERIGOS
Há hospitais que estão a acabar com a lista de espera antiga, mas a formar novas listas. O Governo justifica estes casos com a reestruturação em curso nos hospitais
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)