Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Ouro a saque na Margem Sul

A procura por ouro continua a espalhar terror pela Margem Sul do Tejo. Em menos de 48 horas, duas ourivesarias foram atacadas na Moita e Sesimbra. Na Quinta do Conde, um assalto a uma residência permitiu aos ladrões levar uma quantia elevada do metal precioso.
13 de Janeiro de 2011 às 00:30
Três encapuzados e armados só levaram ouro da ourivesaria Charme, que ontem ainda estava fechada
Três encapuzados e armados só levaram ouro da ourivesaria Charme, que ontem ainda estava fechada FOTO: Mariline Alves

"Não havia clientes na loja, estava só eu e uma funcionária. Tínhamos praticamente acabado de abrir a porta, quando três homens encapuzados e armados entraram, partiram oito vitrinas e levaram o ouro todo", conta ao CM o dono da ourivesaria Charme, na Moita, assaltada na segunda-feira, e que ontem fazia o balanço do roubo. "Ainda não tenho valores, mas foi muito o ouro que levaram", explica o proprietário, adiantando que um dos assaltantes empunhava uma shotgun e os outros dois uma chave de fendas.

Anteontem, em Santana, Sesimbra, dois jovens, de cara destapada e desarmados tentaram assaltar uma loja de compra de ouro pelas 16h30. "Até bateram à porta. Depois entraram e disseram: ‘Isto é um assalto! Passe para cá o dinheiro e o ouro’", relata Maria de Jesus, 67 anos. Enquanto revistavam gavetas, Maria de Jesus accionou o alarme e acabaram por fugir a pé, sem levar nada.

Também anteontem dois homens assaltaram uma residência na Quinta do Conde, Sesimbra. A dupla arrombou a janela de um quarto e apenas levou ouro.

OURO MARGEM SUL ASSALTO OURIVESARIA
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)