Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Padrasto agride menina de sete anos

Três crianças, duas meninas de sete anos e um menino de três, foram ontem retiradas da casa onde viviam com a mãe e com o padrasto por maus tratos físicos e negligência.
5 de Outubro de 2008 às 00:30
As três crianças estão em tratamento e observações no Centro Hospitalar do Alto Minho, em Viana do Castelo
As três crianças estão em tratamento e observações no Centro Hospitalar do Alto Minho, em Viana do Castelo FOTO: Rui Moreira

Atendendo ao estado em que uma das meninas se encontrava, com as nádegas em ferida, as crianças foram levadas para o Hospital de Viana do Castelo, onde passaram a noite em observações.

O caso chegou ao conhecimento da PSP de Viana do Castelo através da professora da escola que as duas meninas frequentam. A docente apercebeu-se da dificuldade da menina em sentar-se e, ao verificar os sinais de agressão, telefonou para a polícia.

O comandante da PSP de Viana do Castelo, Martins Cruz, disse ao CM que "a menina foi violentamente agredida com um pau de salgueiro, de cerca de um metro, a que vulgarmente chamamos vergasta, e ficou com as nádegas quase em ferida", acrescentando que o padrasto confessou a autoria das agressões.

Quanto à irmã gémea e ao irmão de três anos, não apresentavam particulares sinais de agressão, mas, por precaução, foram também levados para o hospital.

De resto, as crianças, que dormiam no chão e viviam sem as necessárias condições, vão ser entregues a uma família de acolhimento, que já foi definida pela Segurança Social.

Este é já o terceiro caso de maus tratos a crianças referenciado pela PSP na freguesia de Darque, tendo os outros dois sido detectados directamente pela PSP, através do "polícia do meu bairro".

Este caso não era do conhecimento da Comissão de Protecção de Crianças e Jovens, já que o casal, natural de Lordelo, perto do Porto, vivia em Darque há apenas dois meses.

A mãe das crianças está grávida e recebe rendimento social de inserção, enquanto o padrasto não tem profissão e, pelo que confessou, nunca trabalhou. Têm ambos 30 anos.

PORMENORES

VIOLÊNCIA DOMÉSTICA

O padrasto das crianças, autor confesso das agressões, vai ser acusado de violência doméstica.

VERGASTA APREENDIDA

O caso já foi comunicado ao Tribunal de Menores e a vergasta foi apreendida pela PSP.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)