Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Padre acusado de desviar meio milhão em esmolas conhece sentença a 12 de janeiro

Antigo pároco é acusado dos crimes de abuso de confiança, furto qualificado e branqueamento de capitais.
João Saramago 15 de Dezembro de 2020 às 13:45
Padre António Teixeira
Padre António Teixeira é julgado
Padre António Teixeira
Padre António Teixeira
Padre António Teixeira é julgado
Padre António Teixeira
Padre António Teixeira
Padre António Teixeira é julgado
Padre António Teixeira

O padre António Teixeira a ser julgado pelo alegado desvio de perto de meio milhão de euros de esmolas e de arte sacra das paróquias de Carcavelos (Cascais) e de Santo Condestável (Lisboa) conhece a sentença a 12 de janeiro.

Nas alegações finais a procuradora, Helena Nogueira, pediu a condenação do arguido de acordo com a prova obtida no julgamento presidido pela juíza, Helena Leitão.

O antigo pároco é acusado dos crimes de abuso de confiança, furto qualificado e branqueamento de capitais.

O advogado, André Mendes, reiterou a inocência do padre António Teixeira, rejeitando a prática de aproveitamento de bens da igreja por parte do arguido.

Lisboa António Teixeira Cascais Carcavelos Santo Condestável crime lei e justiça julgamentos
Ver comentários