Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

Padre de 25 anos diz-se um jovem igual aos outros

O dia de hoje ficará guardado para sempre na memória do padre Joel Teixeira. Ordenado no domingo passado, na Sé Catedral de Faro, o mais jovem sacerdote do Algarve presidirá, às 16h00, à missa nova na igreja de São Sebastião, em Salir (Loulé), terra onde nasceu há 25 anos e onde decidiu exercer o ministério de Cristo.
15 de Outubro de 2006 às 00:00
O novo presbítero acredita que a Igreja deve confiar e entregar-se aos jovens, pois eles acabarão por deixar-se cativar por Cristo. E tem uma mensagem para os que sonham seguir-lhe o exemplo: 'Abram o coração e deixem Deus entrar, pois o que Ele tem para n
O novo presbítero acredita que a Igreja deve confiar e entregar-se aos jovens, pois eles acabarão por deixar-se cativar por Cristo. E tem uma mensagem para os que sonham seguir-lhe o exemplo: 'Abram o coração e deixem Deus entrar, pois o que Ele tem para n FOTO: Sandra Sousa Santos
“Será um momento muito importante para mim”, revela ao CM o padre Joel, deixando que os olhos transmitam a emoção difícil de adivinhar por detrás da ‘sweatshirt’ azul caída sobre os ‘jeans’ surrados. A imagem descontraída e a juventude do sacerdote algarvio – o mais novo dos três ordenados nos últimos cinco anos na região – contrariam um estigma que o próprio se diz pronto a desmistificar, especialmente junto dos mais novos. “O facto de ser padre não faz de mim um jovem diferente dos outros. Reconheço que os meus amigos de infância talvez não tenham a mesma perspectiva da fé que eu tenho, mas é uma diferença pela positiva”, admite Joel Teixeira, que rejeita ainda a ideia de que a juventude “anda longe” da Igreja e defende uma “nova forma” de anunciar Cristo, sublinhando-o como uma imagem de “felicidade e entrega”.
“Não é o meu objectivo nem o da Igreja apresentar um Jesus castigador e cinzento. O problema, por vezes, é de comunicação, aquilo em que João Paulo II era perito. Por vezes o que queremos dizer é deturpado, como aconteceu recentemente com o Papa Bento XVI, pois nem sempre é fácil fazer passar a mensagem”, admite Joel Teixeira, que desvaloriza o debate sobre o celibato sacerdotal em prol de questões “mais importantes” para a Igreja. E elege para si a missão de ser “exemplo de Jesus”: a entrega total àqueles que lhe são confiados.
“O mais importante é anunciar Jesus e ajudar os que mais precisam. Existe muita pobreza e muita miséria que é camuflada e penso que a Igreja tem uma palavra a dizer, pois estamos a falar de pessoas e é a sua vida que está em jogo”, realça o novo sacerdote, para quem a “experiência de Deus” passa pela oração e pelo contacto íntimo com as pessoas. Por isso não esconde a aspiração de um dia ser prior da sua própria paróquia.
DEUS DÁ OS PADRES NECESSÁRIOS
Ordenado no dia 8 de Outubro na Sé Catedral de Faro, onde o dom do sacerdócio lhe foi conferido pela imposição das mãos pelo Bispo do Algarve, D. Manuel Quintas, o padre Joel Teixeira rejeita a existência de uma “crise de vocações” e diz-se convicto de que a Igreja tem os padres de que precisa. “Se acreditamos em Deus e que Ele dá os padres que são necessários, temos de acreditar serem estes os que a nossa Igreja precisa”, afirma o sacerdote, admitindo, no entanto, ter também ele sido atingido pela dúvida.
Responder ou não ao “projecto” que Deus tinha para si foi a questão com que se debateu ao concluir o 4.º ano do curso de Teologia. Afastado 12 meses do seminário, apaixonou-se e chegou a sonhar com o casamento. O ‘sim’ acabaria, porém, por ser pronunciado em nome do amor por “todos os algarvios”, a quem pretende entregar-se “de corpo e alma”. Um exemplo exaltado no dia da sua ordenação por D. Manuel Quintas, que apelou à “urgência do dever de todos assumirem, nas comunidades cristãs, através de acções concretas, a promoção e o apoio às vocações de consagração na Igreja.”
PERFIL
Joel Francisco Pires Teixeira nasceu em Salir, freguesia do concelho de Loulé, no dia 30 de Julho de 1981. O mais novo de quatro irmãos entrou, aos 14 anos, no Seminário de São José, em Faro, ingressando quatro anos depois no Instituto Superior de Teologia de Évora. Durante o último ano do curso de Teologia fez o estágio pastoral na paróquia de São Clemente de Loulé. Actualmente integra a equipa formadora do Seminário e é membro da equipa do Secretariado Diocesano da Pastoral Vocacional.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)