Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

Padre irlandês acusado de pedofilia detido no Algarve

Outro cidadão, luso-francês, foi detido na mesma zona por crimes de burla, fraude e abuso de confiança.
Correio da Manhã 24 de Outubro de 2019 às 12:45
Padre irlandês já estava a ser procurado
Padre
Padres
Padre irlandês já estava a ser procurado
Padre
Padres
Padre irlandês já estava a ser procurado
Padre
Padres

Um padre irlandês acusado de pedofilia foi detido pela Polícia Judiciária (PJ) no Algarve. Além deste, foi ainda detido um cidadão luso-francês.

De acordo com um comunicado da PJ, esta força policial desencadeou uma operação no passado dia 21 de outubro "com o objetivo de dar cumprimento a mandados de detenção europeus (MDE), pendentes contra os dois cidadãos" detidos. Os homens têm idades compreendidas entre os 46 e os 74 anos.

No caso do cidadão irlandês, "este foi requerido pelas autoridades irlandesas por ser suspeito da prática de um crime de pornografia de menores", avança o comunicado. O homem já tinha cumprido penas por crimes semelhantes nos EUA e voltou a cometer o crime depois de regressar à terra natal. 

Foi depois disso que o padre de profissão veio para o Algarve, onde foi agora localizado e detido. Foi presente a tribunal e vai ficar em prisão preventiva até ser entregue à autoridade requerente.

"O cidadão luso-francês foi condenado a dezoito meses de prisão pela prática dos crimes de burla, fraude e abuso de confiança, praticados entre maio de 2010 e outubro de 2012", dá conta o comunicado.

Tal como o padre, o luso-francês veio para Portugal recentemente, com a família, e acabou por ser localizado e detido igualmente no Algarve.

Já foi também presente ao Tribunal da Relação competente e "ficou a aguardar pelos ulteriores termos do processo de extradição em prisão preventiva até ser entregue à autoridade requerente", finaliza o comunicado oficial da PJ.

PJ Algarve Polícia Judiciária crime lei e justiça questões sociais crime sem-abrigo
Ver comentários