Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4
Ao minuto Atualizado às 12:04 | 22/04

Pai de Valentina condenado a pena máxima. Madrasta apanha 18 anos e nove meses

Sandro foi condenado esta quarta-feira a pena máxima por crimes de homicídio, profanação de cadáver, simulação de crime e violência doméstica.
Correio da Manhã 21 de Abril de 2021 às 13:39
Sandro Bernardo após condenação de 25 anos de cadeia pela morte de Valentina
Sandro Bernardo após condenação de 25 anos de cadeia pela morte de Valentina
Sandro Bernardo após condenação de 25 anos de cadeia pela morte de Valentina
Sandro Bernardo após condenação de 25 anos de cadeia pela morte de Valentina
Márcia Bernardo, madrasta, após condenação de 18 anos de cadeia pela morte de Valentina
Márcia Bernardo, madrasta, após condenação de 18 anos de cadeia pela morte de Valentina
Valentina Fonseca
Sandro Bernardo após condenação de 25 anos de cadeia pela morte de Valentina
Sandro Bernardo após condenação de 25 anos de cadeia pela morte de Valentina
Sandro Bernardo após condenação de 25 anos de cadeia pela morte de Valentina
Sandro Bernardo após condenação de 25 anos de cadeia pela morte de Valentina
Márcia Bernardo, madrasta, após condenação de 18 anos de cadeia pela morte de Valentina
Márcia Bernardo, madrasta, após condenação de 18 anos de cadeia pela morte de Valentina
Valentina Fonseca
Sandro Bernardo após condenação de 25 anos de cadeia pela morte de Valentina
Sandro Bernardo após condenação de 25 anos de cadeia pela morte de Valentina
Sandro Bernardo após condenação de 25 anos de cadeia pela morte de Valentina
Sandro Bernardo após condenação de 25 anos de cadeia pela morte de Valentina
Márcia Bernardo, madrasta, após condenação de 18 anos de cadeia pela morte de Valentina
Márcia Bernardo, madrasta, após condenação de 18 anos de cadeia pela morte de Valentina
Valentina Fonseca
Sandro, pai de Valentina, foi esta quarta-feira condenado a 25 anos de prisão e a madrasta, Márcia, foi condenada a 18 anos e nove meses de prisão.

O pai de Valentina não demonstrou arrependimento pelo crime e foi condenado a 22 anos por homicídio, 18 meses por profanação de cadáver, 9 meses de simulação de crime e 3 anos por violência doméstica. A pena única é de 25 anos de prisão.

Márcia é condenada a 18 anos por homicídio, 18 meses por profanação de cadáver e oito meses por simulação. No total a pena única é de 18 anos e nove meses de cadeia.
Ao minuto Atualizado a 22 de abr de 2021 | 12:04
15:25 | 21/04

Pai de Valentina insultado à saída do tribunal

Sandro foi insultado à saída do tribunal e após conhecer a sentença de 25 anos de prisão.
15:18 | 21/04

Advogado de Sandro admite recorrer

O advogado de Sandro, pai de Valentina, admitiu esta quarta-feira à saída do auditório onde foi lida a sentença recorrer da pena.
15:06 | 21/04

Madrasta de Valentina condenada a 18 anos e nove meses

Márcia, madrasta de Valentina, foi condenada a 18 anos e nove meses de prisão. 
14:58 | 21/04

Pai de Valentina condenado a 25 anos de prisão

O pai de Valentina foi esta quarta-feira condenado a pena máxima de 25 anos pela morte da filha, Valentina.
14:53 | 21/04

Confirmados crimes

O coletivo de juízes dá como provados os crimes de homicídio, profanação de cadáver, abuso e simulação de perigo e violência doméstica.
14:43 | 21/04

Juiz diz que Sandro e Márcia atuaram em conjugação de esforços

O juiz considera que Sandro e Márcia atuaram em conjugação de esforços no caso da morte da menina.
14:41 | 21/04

Casal combinar dar desaparecimento à GNR

O casal combinou alertar para o desaparecimento de Valentina à GNR. Os dois disseram às autoridades que a menina, há um ano, também tinha saído de casa para ir ter com a mãe.

A GNR desencadeou posteriormente as buscas intensivas até que Sandro disse onde estava o corpo.

O juiz continua a dar a acusação do MP como provada.
14:38 | 21/04

Corpo foi escondido na floresta

O juiz recorda o momento em que Sandro e Márcia levaram a menina, morta devido a uma contusão cerebral, para uma zona de floresta.

Sandro tratou de largar a menina no mato enquanto Márcia ficou no carro. O cadáver da criança seguia no banco de trás da viatura. O corpo foi deixado a 33 metros da estrada na Serra Del Rei.
14:36 | 21/04

Márcia de olhos no chão

Márcia assiste à leitura do acórdão com o olhar no chão e mão direita na testa. Sandro com olhar ausente.
14:35 | 21/04

Valentina com marcas de agressões

O juíz descreve agora as marcas no corpo de Valentina. A menina tinha lesões em todo o corpo, marcas de pancada até na cabeça e algumas lesões internas.

A menina tinha ainda queimaduras de segundo grau na zona genital.
14:33 | 21/04

Juiz recorda dia do crime

O líder do coletivo de juízes confirma as agressões de Sandro à menina após a ter confrontado com os alegados atos de abuso sexual por parte do 'padrinho'.

Sandro terá agredido violentamente a menina até que esta acabou por desfalecer. Valentina estava com convulsões ao colo do pai, na cozinha e foi naquele momento que tanto Sandro como Márcia perceberam que a menina corria risco de vida.

O pai levou a criança para o sofá e Márcia ia espreitar. Sandro acabou por ir para o quarto e Márcia tapou Valentina com um cobertor.

Sandro e Márcia decidiram então abandonar a habitação para ir à lavandaria e foi Raul, filho de Márcia, que alertou a mãe através de uma chamada que Valentina estava a espumar da boca.
14:27 | 21/04

Iniciou-se a leitura do acórdão

Já começou a leitura do acórdão por parte do juiz.

O líder do coletivo dá como provado o que diz a acusação do Ministério Público.
14:26 | 21/04

Arguidos já estão no auditório

O pai e a madrasta de Valentina já estão no auditório onde será lido o acórdão.
13:43 | 21/04
Lusa

MP pediu 25 anos de cadeia

Durante as alegações finais, o Ministério Público (MP) de Leiria pediu 25 anos de prisão para o pai e para a madrasta de Valentina, que morreu em 2020, em Peniche, alegadamente vítima da violência.
13:39 | 21/04
Lusa

Leitura agendada para as 14h00

A leitura do acórdão do processo em que estão acusados de homicídio qualificado o pai e madrasta de Valentina, menina morta em Peniche, está agendada para as 14h00 desta quarta-feira no auditório da Batalha.
Valentina Márcia Sandro Ministério Público crime lei e justiça questões sociais morte julgamentos
Ver comentários