Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

Pai viola menino dentro de casa em Paredes

Menor já tinha reportado violência doméstica. Foi abusado dos 13 aos 15 anos.
Sérgio Pereira Cardoso e Liliana Rodrigues 5 de Março de 2020 às 08:58
Polícia Judiciária
Polícia Judiciária FOTO: Diogo Pinto
A Polícia Judiciária do Porto deteve um homem, de 37 anos, suspeito de violar o próprio filho, desde 2018, na habitação em que também vivia a mãe do agressor e avó do menino, em Lordelo, Paredes. 

A primeira queixa que chegou às autoridades, no caso à GNR, há mais de um ano, foi de violência doméstica.

O menor seria alvo de agressões do progenitor - que não tem ocupação laboral estável, num quadro de consumo excessivo de bebidas alcoólicas. Porém, o inquérito acabou por nunca dar em detenção.

Entretanto, nova denúncia chegou à Polícia Judiciária do Porto, que encontrou um cenário de abuso sexual daquela criança, algo que ocorreria desde 2018 - tinha a vítima 13 anos, entretanto já atingiu os 15. Com os pais separados, o menino tinha sido entregue à guarda do agora detido, com quem partilhava cama.

Os exames periciais realizados confirmam os crimes sexuais por parte do homem - polidor na área da construção civil que agora se encontra desempregado, mas que tinha trabalhos ocasionais em França -, que foi detido, levado esta quarta-feira a tribunal e ficou em prisão preventiva.
Paredes Lordelo Polícia Judiciária do Porto crime lei e justiça polícia crime
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)