Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Pais de recruta morto em prova dos Comandos com a vida destruída

Pais de Dylan Silva separaram-se, deixaram de conseguir trabalhar, vivem sob o efeito de antidepressivos e todos os dias vão ao cemitério.
João Carlos Rodrigues 5 de Junho de 2020 às 08:17
Pais do jovem foram a tribunal
Dylan Silva também morreu
Pais do jovem foram a tribunal
Dylan Silva também morreu
Pais do jovem foram a tribunal
Dylan Silva também morreu
Os pais de Dylan Silva, um dos recrutas que morreram durante a Prova Zero do Curso de Comandos, em setembro de 2016, nunca superaram a perda do filho.

Separaram-se, deixaram de conseguir trabalhar, vivem sob o efeito de antidepressivos e todos os dias vão ao cemitério, explicaram ontem em tribunal, na 229º sessão de julgamento de 19 militares acusados por abuso de poder e ofensas à integridade física.

Laurinda Araújo e Vítor Silva dizem que o Exército nunca explicou o que aconteceu ao filho. "Perdi o interesse pela vida", confessou o pai, atualmente a viver "na garagem de um irmão". "Passo os dias em casa com os meus animais", admitiu a mãe. O casal pede uma indemnização de 400 mil euros aos arguidos e ao Estado.
Prova Zero do Curso de Comandos Dylan Silva crime lei e justiça tribunal
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)