Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Pais protestam: “Garantias do Governo não valeram de nada”

Pais dos 180 alunos do externato de Riba de Ave não sabem onde matricular os filhos.
Fátima Vilaça 17 de Abril de 2019 às 08:17
Externato Delfim Ferreira viu a Justiça negar pedido de recuperação financeira e deverá fechar ainda antes da Páscoa
Sala de aula
Sala de aula
Externato Delfim Ferreira viu a Justiça negar pedido de recuperação financeira e deverá fechar ainda antes da Páscoa
Sala de aula
Sala de aula
Externato Delfim Ferreira viu a Justiça negar pedido de recuperação financeira e deverá fechar ainda antes da Páscoa
Sala de aula
Sala de aula
"Fomos enganados pelo Ministério da Educação que até ontem [segunda-feira], nos fez acreditar que o externato não iria fechar antes do fim do ano letivo."

Maria Meira é apenas uma das muitas vozes que protestam contra a decisão, cada vez mais iminente, de fechar o Externato Delfim Ferreira, em Riba de Ave, Vila Nova de Famalicão, já nos próximos dias.

A instituição de ensino particular está insolvente e os pais veem-se "de mãos atadas", a seis semanas do fim das aulas.

Esta terça-feira os pais protestaram em frente à instituição. Exigem saber onde é que os filhos vão concluir o ano letivo.

"Nenhuma escola aceita a inscrição do meu filho, que está no sétimo ano, a menos de um mês e meio do fim das aulas", desabafou Maria Meira, inconformada com a falta de apoio que tem sentido por parte do Ministério da Educação.

A encarregada de educação diz que o filho está "em pânico" com a possibilidade de ter de mudar agora de escola.

"As garantias que o Governo nos deu, afinal não valeram de nada e, agora, a três dias do início do terceiro período, ainda não sabemos onde vamos matricular os nossos filhos, que estão completamente assustados", disse.

As alternativas para os cerca de 180 alunos do externato de Riba de Ave são as escolas de Vila Nova de Famalicão ou Guimarães e, em ambos os casos, os estudantes terão de fazer uma deslocação de mais de 10 km. O externato viu o tribunal negar o pedido de recuperação financeira e deverá fechar as portas ainda antes da Páscoa.

O CM tentou ontem, sem sucesso, um esclarecimento do Ministério da Educação.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)