Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Papa apela ao diálogo e ao fim da guerra

"Jesus Cristo é a prova de que Deus escutou o nosso grito. Deus nutre por nós um amor tão forte que não pôde permanecer em Si mesmo, mas teve de sair de Si mesmo e vir ter connosco, partilhando até ao fundo a nossa condição", afirmou ontem o Papa Bento XVI na sua mensagem de Natal, no Vaticano.
26 de Dezembro de 2011 às 01:00
Bento XVI saúda os fiéis
Bento XVI saúda os fiéis FOTO: Ettore Ferrari/Epa

Lembrando que a salvação só é possível através do "caminho da reconciliação, do diálogo e da colaboração", o Santo Papa rezou pelo fim das guerras e pelo socorro dos povos afectados por desastres naturais, numa clara mensagem de esperança. "Invoquemos o socorro divino para as populações do Nordeste da África". Que "o Senhor dê conforto às populações do Sudeste Asiático", que "faça cessar as violências na Síria" e que "favoreça a reconciliação e a estabilidade no Iraque e no Afeganistão". "Vinde salvar-nos, Senhor nosso Deus", pediu Bento XVI.

BENTO XVI VATICANO MENSAGEM NATAL DIÁLOGO GUERRA
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)