Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Pára-quedas deixa mãe e filha a morrer

Duas turistas portuguesas – mãe e filha – estão hospitalizadas em estado grave após um acidente com o pára-quedas que usavam para sobrevoar uma praia em Palma de Maiorca, Espanha, anteontem. O marido e pai das vítimas, residentes na zona de Queluz, terá assistido a tudo no areal.
5 de Julho de 2011 às 00:30
Mãe e filha foram arrastadas pelo pára-quedas e atiradas contra uma palmeira. Estão as duas em estado grave
Mãe e filha foram arrastadas pelo pára-quedas e atiradas contra uma palmeira. Estão as duas em estado grave FOTO: direitos reservados

O acidente ocorreu no domingo, ao início da tarde, numa das praias mais movimentadas de Palma de Maiorca. As duas mulheres estavam a 30 metros de altura e a 500 metros da costa, quando o pára--quedas, que era puxado no mar por uma lancha, foi atingido por uma rajada de vento que fez soltar o cabo que o ligava à embarcação.

O equipamento voou desgovernado pela praia, atingiu duas pessoas que estavam à beira-mar e foi embater numa palmeira , na avenida marginal. Ana Carina Rodrigues, de 19 anos, ficou presa na árvore. A mãe, Maria Silva Rodrigues, de 52 anos, caiu desamparada no asfalto do passeio marítimo de S'Arenal. O pai e marido das vítimas terá assistido a tudo, impotente, a partir do areal.

Assim que se aperceberam da gravidade dos ferimentos, os socorristas da Cruz Roja que estavam na praia prestaram os primeiros socorros às duas portuguesas.

A mãe foi a que ficou em estado mais crítico, pois sofreu um traumatismo craniano. A filha estava politraumatizada e os médicos que a estabilizaram temem que possa ter sofrido uma fractura ao nível da coluna vertebral.

Foram ambas transportadas para o Hospital Son Espases, onde permaneciam ontem à noite na unidade de Cuidados Intensivos. Segundo fonte hospitalar avançou ontem, Maria Silva Rodrigues corre mesmo perigo de vida.

O local onde se imobilizou o pára--quedas foi entretanto vedado pela polícia local para facilitar as investigações policiais às causas do acidente. Elementos do Corpo Nacional de Polícia foram destacados para recolha de elementos de prova e fiscalização da documentação da empresa promotora das actividades de diversão balnear.

ACIDENTE PALMA DE MAIORCA FILHA MÃE PÁRA-QUEDAS
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)