Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Parlamento regional da Madeira aprova dois votos de louvor às equipas de socorro presentes no acidente do Caniço

Acidente com um autocarro de turismo ocorreu no dia 17 de abril no Caniço, concelho de Santa Cruz, e provocou 29 mortos.
Lusa 24 de Abril de 2019 às 12:29
Autocarro cai sobre casa e mata 29 pessoas na Madeira
Autocarro cai sobre casa e mata 29 pessoas na Madeira
Autocarro cai sobre casa e mata 29 pessoas na Madeira
Autocarro cai sobre casa e mata 29 pessoas na Madeira
Autocarro cai sobre casa e mata 29 pessoas na Madeira
Autocarro cai sobre casa e mata 29 pessoas na Madeira
Autocarro cai sobre casa e mata 29 pessoas na Madeira
Autocarro cai sobre casa e mata 29 pessoas na Madeira
Autocarro cai sobre casa e mata 29 pessoas na Madeira
Autocarro cai sobre casa e mata 29 pessoas na Madeira
Autocarro cai sobre casa e mata 29 pessoas na Madeira
Autocarro cai sobre casa e mata 29 pessoas na Madeira
O parlamento da Madeira aprovou esta quarta-feira, por unanimidade, dois votos de louvor ao Serviço de Proteção Civil, ao Serviço Regional de Saúde e a todas as equipas que participaram no socorro às vítimas do acidente do Caniço.

Os votos foram apresentados pelo PSD, partido da maioria, e pelo CDS-PP, maior partido da oposição, e reuniram o apoio dos 47 deputados que compõem a Assembleia Legislativa.

O deputado social-democrata Jaime Filipe Ramos destacou a "resposta fantástica" e "muito bem coordenada" das equipas de socorro, bem como a "excelente resposta" ao nível hospitalar às vítimas do desastre, que provocou 29 mortos.

Rui Barreto, do CDS-PP, vincou a dedicação e a coragem dos profissionais da Proteção Civil e do Serviço de Saúde, destacando a "coordenação entre os diversos serviços" no socorro e na assistência médica.

O acidente com um autocarro de turismo ocorreu no dia 17 de abril no Caniço, concelho de Santa Cruz, e provocou 29 mortos: 17 do sexo feminino e 12 do sexo masculino, todos de nacionalidade alemã.

Das 28 vítimas que deram entrada no Hospital Central do Funchal, 11 tiveram alta, uma morreu e 16 ficaram internadas, das quais 13 foram já transferidas para a Alemanha.

Uma cidadã alemã, o motorista do autocarro e a guia turística, ambos de nacionalidade portuguesa, permanecem internados.

"Aquilo que aconteceu foi trágico e afetou-nos a todos, mas há uma questão que subsiste: a Madeira mostrou capacidade de reação", afirmou o deputado social-democrata Jaime Filipe Ramos, ao passo que o centrista Rui Barreto realçou o reconhecimento manifestado pelas autoridades alemãs ao desempenho das equipas de socorro.

Os dois votos de louvor surgem após a aprovação, na terça-feira, também por unanimidade, de um voto de pesar apresentado pela Mesa da Assembleia Legislativa da Madeira, onde estão representados sete partidos - PSD (com maioria absoluta), CDS-PP, PS, JPP, BE, PCP e PTP - e um deputado independente.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)