Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

Passageiro escapa a queda de ultraleve

Piloto “perdeu controlo direcional” e aeronave “entrou em perda de sustentação”.
José Carlos Eusébio 6 de Novembro de 2017 às 02:10
Aeronave caiu a 5 de outubro, num quintal de uma casa próximo da pista, em Quelfes, no concelho de Olhão
Ultraleve caiu no quintal de uma habitação na zona de Marim
Aeronave
Aeronave
Aeronave
Avião ultraleve despenhou-se junto a casas em Olhão
Avião ultraleve despenhou-se junto a casas em Olhão
Aeronave caiu a 5 de outubro, num quintal de uma casa próximo da pista, em Quelfes, no concelho de Olhão
Ultraleve caiu no quintal de uma habitação na zona de Marim
Aeronave
Aeronave
Aeronave
Avião ultraleve despenhou-se junto a casas em Olhão
Avião ultraleve despenhou-se junto a casas em Olhão
Aeronave caiu a 5 de outubro, num quintal de uma casa próximo da pista, em Quelfes, no concelho de Olhão
Ultraleve caiu no quintal de uma habitação na zona de Marim
Aeronave
Aeronave
Aeronave
Avião ultraleve despenhou-se junto a casas em Olhão
Avião ultraleve despenhou-se junto a casas em Olhão
O ultraleve que caiu no dia 5 do mês passado, em Quelfes, Olhão, matando o piloto, tinha acabado de levantar voo após ter deixado um passageiro (que também é piloto) em terra.

Segundo revela o Gabinete de Prevenção e Investigação de Acidentes com Aeronaves e de Acidentes Ferroviários (GPIAAF), numa nota informativa sobre o acidente, essa aterragem foi antecedida por "dois toca-e-anda numa pista não preparada (pista desprovida de pavimentação específica)".

Após o desembarque do passageiro, o ultraleve de asa fixa "voltou a descolar da pista, com uma volta pela esquerda a subir e, quando passava à vertical do campo", o piloto "perdeu o controlo direcional da aeronave". Esta "entrou em perda de sustentação, que provocou o embate violento da aeronave no solo", explica o GPIAAF.

O piloto, de nacionalidade inglesa e com 70 anos, foi encontrado "encarcerado nos destroços da aeronave em paragem cardiorrespiratória, tendo o óbito sido declarado no local por uma equipa do INEM".

Na altura em que se deu o acidente, "a meteorologia era de céu limpo, temperatura 25 graus, vento fraco do quadrante sul e com mais de 10 quilómetros de visibilidade".
ultraleve piloto morte vítima olhão algarve passageiro
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)