Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

Passeio familiar acaba em drama

Mulher e filha de 11 anos ficaram em pânico ao verem Francisco Vidal inanimado. Vítima foi helitransportada para Coimbra. Camião atingiu sete carros
2 de Agosto de 2013 às 01:00

Numa fração de segundos, o passeio de Francisco Vidal com a mulher Maria do Céu e a filha Ana Catarina terminou em pesadelo. O carro em que seguiam foi arrastado por um camião quando estava parado nos semáforos, no IC2, na Mourisca do Vouga, em Águeda . Francisco, de 67 anos, entrou em paragem cardiorrespiratória. A mulher e a filha, também gravemente feridas, entraram em pânico ao verem que o industrial, reformado, não reagia.

"Foram momentos dramáticos até ele voltar a ter sinais vitais", explicou ao CM uma testemunha. Francisco foi a vítima mais grave do acidente que feriu seis pessoas, anteontem à tarde, no IC2, após um camião ter abalroado sete automóveis que se encontravam parados.

O industrial reformado foi levado de helicóptero para os Hospitais da Universidade de Coimbra (HUC) e mantém prognóstico reservado. A pequena Ana Catarina, de 11 anos, foi operada ao perónio no Hospital Pediátrico de Coimbra e encontra-se estável, tal como a mãe, de 45 anos, que foi transportada para Aveiro.

Ontem, familiares dividiram o dia pelos HUC e pelo Hospital de Aveiro. "A família ficou em choque e está destroçada", contou uma vizinha do casal de Macinhata do Vouga, Águeda. "Estamos a tentar obter notícias do Francisco, mas não nos dizem nada", acrescentou a mulher.

Dois outros feridos no acidente já receberam alta médica. O condutor do pesado, que também ficou ferido, confessou que adormeceu ao volante. 

águeda passeio drama ic2 mourisca do vouga acidente
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)