Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

PASSEIO NOS JARDINS

É na rua, mais exactamente no adro que rodeia a Igreja do Santo Condestável, que os marchantes vão acertando as marcações do tema "Jardins de Campo de Ourique" a apresentar este ano no concurso das Marchas Populares de Lisboa, depois de ultrapassadas muitas dificuldades.
30 de Maio de 2003 às 00:00
No adro da igreja prepara-se a marcha de Campo de Ourique
No adro da igreja prepara-se a marcha de Campo de Ourique FOTO: Paulo Espadanal
"Isto cada ano fica mais difícil. Optámos por este espaço para que os ensaios decorram num espaço à medida e se poupe algum dinheiro. O subsídio da Câmara chegou atrasadíssimo (dia 15). A burocracia que nos impõem é cada vez maior e até arranjar os 24 homens foi complicado. Com a agravante de ter surgido mais uma marcha aqui bem perto de nós" revelou ao Correio da Manhã Aurélio Torres, coordenador geral da marcha de Campo de Ourique.
Os jardins da Estrela, da Parada, das Amoreiras e aquele onde decorrem os ensaios justificam o tema "Jardins de Campo de Ourique", que os 48 marchantes - eles de "peixe" e elas de "flor", em figurinos da autoria de Madalena Rio - vão apresentar no pavilhão do Belenenses, no Restelo, e na Avenida da Liberdade.
O ensaiador Joseph Azevedo, responsável pelas quatro coreografias a apresentar assume-se como "um estreante nesta coisa das marchas", aspecto que entende poder jogar a seu favor e do grupo.
"Trabalho com pessoas que vestem a camisola, formam um grupo muito coeso e disciplinado e aceitaram e assimilaram bem as minhas propostas. Actualmente as marchas populares não podem continuar a ser o passo à frente, passo atrás, dá a volta e vai embora. Vamos apresentar uma coreografia com sequências inéditas, com as quais contamos entusiasmar o júri e empolgar a assistência".
"DANÇA TROUXE MAIS SAÚDE E FELICIDADE"
Maria Adelaide Horta, costureira de profissão, "nasceu" para a dança aos 59 anos quando, já viúva, foi à Sociedade Filarmónica Alunos de Apolo.
"Tinha mais tempo livre, fui lá, gostei e agora é a minha segunda casa. Gosto muito de danças de salão, tal como o meu filho, Pedro Gonçalves, de 22 anos, que já é professor. Há dez anos convidaram-me para a marcha de Campo de Ourique e só no ano passado é que não participei, porque os vestidos eram muito decotados", revelou Maria Adelaide. E rematou: "Dançar, no salão ou nas marchas, trouxe-me mais saúde e dá-me felicidade".
FICHA
TEMA: “Jardins de Campo de Ourique”
CORES: Verde
PADRINHOS: Gonçalo da Câmara Pereira e Maria José Valério
COMPOSITOR: Luís Costa
LETRISTA: Jorge Cardoso
PORTA-ESTANDARTE: Humberto Silva
MASCOTES: Andrea Alfândega e Mauro Canário
ENSAIADOR: Joseph Azevedo
COORDENAÇÃO: Aurélio Torres
COLECTIVIDADE: Sociedade Filarmónica Alunos de Apolo - Rua Silva Cardoso, 225 - Lisboa
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)