Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Passos Coelho: Obras faraónicas apenas beneficiaram alguns

Primeiro-ministro lembrou que "os portugueses não esquecem" as muitas obras faraónicas.
6 de Dezembro de 2014 às 23:15
Primeiro-ministro observa recordações do Ramal da Lousã durante a visita ao Museu da Fundação ADFP, em Miranda do Corvo
Primeiro-ministro observa recordações do Ramal da Lousã durante a visita ao Museu da Fundação ADFP, em Miranda do Corvo FOTO: Paulo Novais/Lusa

O presidente do PSD, Pedro Passos Coelho, afirmou este sábado que o benefício da construção de obras faraónicas foi apenas "para alguns", apesar de todos terem de pagar, o que classificou de "socialismo" de que não gosta.

"Quantas obras foram realizadas em Portugal durante tantos anos, que nos pareceram quase faraónicas, sem que isso tivesse resultado em benefício de ninguém? Hoje sabemos, feitas as contas, que houve benefícios, mas não foi para todos, foi apenas para alguns. Mas também sabemos que o preço que será pago por isso será pago por todos e esse é o socialismo de que não gostamos".


Pedro Passos Coelho falava na vila da Pampilhosa da Serra, distrito de Coimbra, durante uma tradicional lagarada do PSD, e em resposta a um apelo do autarca local, José Brito, para a concretização de redes viárias para aquele concelho.

Pedro Passos Coelho primeiro-ministro líder PSD obras faraónicas beneficiaram alguns
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)