Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
4

Pastilhas e cocaína ultrapassam haxixe

A apreensão de 8,2 toneladas de cocaína pura a uma rede galega, efectuada pela Polícia Judiciária (PJ) a 17 de Fevereiro do ano passado, em Silves, colocou o distrito de Faro na liderança das apreensões deste estupefaciente, em 2006 (26% do total nacional). Na região onde também se verificou um aumento de ecstasy interceptado durante o mesmo período, houve no entanto uma redução dos quilos de haxixe apreendidos (41%).
16 de Fevereiro de 2007 às 00:00
As oito toneladas de cocaína foram apreendidas a uma rede galega em Fevereiro do ano passado
As oito toneladas de cocaína foram apreendidas a uma rede galega em Fevereiro do ano passado FOTO: José Carlos Campos
Uma mudança de estratégia por parte das organizações internacionais de tráfico de haxixe relativamente aos circuitos de abastecimento da Península Ibérica, nomeadamente entre Marrocos e Portugal, justificam, segundo o director da PJ José Braz, a redução das apreensões efectuadas este ano no distrito: menos cerca de 19 toneladas do que em 2005.
De acordo com José Braz, “actualmente há muito mais haxixe a chegar às zonas Norte e Leste de Espanha” do que ao Sul do País através dos circuitos Cádis/Málaga/Algarve, devido à forte pressão exercida por Portugal, através da intensificação do controlo da imigração ilegal e do patrulhamento marítimo.
O director da PJ realça ainda que Portugal não é excepção no que diz respeito à deslocalização das redes internacionais de tráfico de haxixe. “Há um padrão semelhante nos restantes Estados da UE, onde se verifica uma diminuição das apreensões de haxixe devido à pressão junto das autoridades marroquinas”, frisa.
Foi também no Barlavento algarvio que a PJ interceptou, em 2006, a maior quantidade de ecstasy na região. Dos 20 984 comprimidos apreendidos durante o ano passado (16%), 14 mil estavam na posse de um marroquino detido em Silves, no dia 5 de Outubro, pela Direcção Central de Investigação do Tráfico de Estupefacientes. Em 2005, as autoridades tinham apreendido 188 pastilhas.
Os dados divulgados anteontem pela PJ, GNR e PSP, Alfândegas e SEF, não representam no entanto a entrada na região de novas redes ligadas à venda deste estupefaciente, salienta José Braz. O director da PJ garante que “não houve alterações dos mercados” mas sim maior actividade de investigação por parte das forças policiais envolvidas no combate ao tráfico.
À semelhança da cocaína, que passou de 62 117 quilos, em 2005, para 8 209 153 quilos (26%) no ano passado, também a quantidade de heroína apreendida no Algarve foi superior à de 2005. Foram interceptados 4846 quilos (3%), mais 43 do que no ano anterior.
2007
OLHÃO
O Núcleo de Investigação de Crimes de Droga da GNR de Faro apreendeu anteontem na Fuseta e Quelfes (Olhão) 685 doses de haxixe, 1255 de rebolau (mistura de heroína e cocaína) e 186 de liamba. Durante a operação foram detidos quatro homens e duas mulheres com idades compreendidas entre os 23 e os 47 anos.
‘SUCUPIRA’
No dia 18 de Janeiro, a Secção de Investigação Criminal do Comando de Polícia de Faro (PSP) apreendeu, no bairro ‘Sucupira’, em Loulé, 8300 doses de estupefacientes (1300 de cocaína e 7000 de heroína). No bairro referenciado como um dos “mercados abastecedores” de droga no Sotavento algarvio, foram detidos sete homens.
JUDICIÁRIA FICA EM PORTIMÃO
O secretário de Estado adjunto e da Justiça garantiu ontem ao CM que a Polícia Judiciária vai manter serviços operacionais em Faro e Portimão. Conde Rodrigues encerrou de vez a polémica criada em torno do eventual encerramento do Departamento de Investigação Criminal na cidade barlaventina, no âmbito da futura lei orgânica da PJ.
O deputado Mendes Bota (PSD) revelou também ontem que o Ministério da Justiça respondeu a um requerimento seu garantindo a manutenção do dispositivo da PJ na região (60 a 70 homens na Directoria de Faro e 30 no DIC de Portimão). Conde Rodrigues confirmou: “Não poderei ainda dizer com que dimensão e com que estruturas, mas poderei dizer que se manterão e, em ambos os casos, com unidades operacionais.”
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)