Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

Pastor homicida fica com pena de 17 anos

Arguido matou uma mulher e feriu outra à facada durante festa.
Ana Isabel Fonseca 30 de Abril de 2016 às 18:36
Ismael Vicente tem de cumprir 17 anos de cadeia
Ismael Vicente tem de cumprir 17 anos de cadeia FOTO: Nuno Fernandes Veiga
O Supremo Tribunal de Justiça reduziu para 17 anos a pena aplicada a Ismael Vicente, o pastor que, em agosto de 2014, matou uma mulher à facada e feriu gravemente outra , na festa de Vilarinho da Castanheira, em Carrazeda de Ansiães. Os juízes conselheiros retiraram assim quatro anos à pena que tinha sido aplicada pelo Tribunal da Relação de Guimarães.

Na origem da redução de pena esteve o facto de o Supremo ter considerado que estão em causa dois crimes de homicídio - um deles tentado - na forma simples e não qualificada. Os juízes entendem que não foram cometidos por um motivo fútil e que o arguido atacou as vítimas de frente, não tendo planeado qualquer emboscada, conforme tinha sido dado como provado.

Apesar de reduzir a pena ao arguido, que está preso, o Supremo fez duras críticas à atuação de Ismael. "Impressiona negativamente a facilidade com que decidiu matar, numa altura em que a discussão em que se envolvera já terminara há algum tempo, revelando as suas condutas uma personalidade agressiva", lê-se no acórdão. Ismael Vicente tinha discutido momentos antes do crime com Celeste Trigo. A mulher, de 58 anos, disse-lhe que aquele já não poderia continuar a usar um armazém que era dela. O pastor acabou por perseguir a vítima e atacou-a à navalhada. A cunhada da mulher, Idalina Trigo, de 41 anos, foi em seu socorro e morreu esfaqueada.

Na 1ª instância, Ismael tinha levado 18 anos de prisão.

Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)