Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

PEDALAR PARA O GUINNESS

Ir de Entrecampos ao Terreiro do Paço, Lisboa, não em uma, mas em 30 bicicletas, amarradas três a três, é a proeza que Vítor Marques se propõe a fazer no primeiro trimestre deste ano. Desta forma, este alentejano natural de Grândola, mas residente no Torrão, pretende entrar no livro de todos os recordes, o Guinness.
4 de Janeiro de 2004 às 00:00
 Vítor Marques (ao centro na primeira fila) conduz as trinta bicicletas
Vítor Marques (ao centro na primeira fila) conduz as trinta bicicletas FOTO: Alexandre M. Silva
No entanto, só existe até agora um problema, que se prende com a autorização para percorrer aquele trajecto da cidade lisboeta.
"Não é fácil, mas penso conseguir junto das entidades a respectiva autorização. Na última vez, só para ir a Alcácer do Sal, esperei mais de seis meses", lembrou.
Nesta façanha, que exige muita dedicação nos preparativos, este ciclista, de 63 anos, necessita da colaboração de 30 pessoas, que com ele pedalarão por algumas das principais artérias da capital.
"Só a bicicleta da frente tem ambas as rodas. Todas as outras têm só a roda de trás. Somente o ciclista da frente conduz, mas todos podem pedalar e travar", explicou, acrescentando, em seguida, que o comprimento deste estranho meio de transporte "ronda os 15 metros" e levou cerca de "ano e meio a fazer".
Ainda sem ter os companheiros necessários para a viagem a Lisboa, mas que não duvida vir a arranjar com facilidade, este alentejano, pedreiro de profissão, passa os dias a recolher bicicletas.
Umas compra-as, outras são-lhe oferecidas e as restantes recupera-as de ferros velhos.
"A montagem de todas elas, bem alinhadas e juntas por fixadores feitos de propósito, dá algum trabalho. Mas conto também com a ajuda de outras pessoas", sublinhou.
Ciclista inveterado - já pedalou do Torrão até ao Luxemburgo, país onde esteve emigrado mais de duas décadas, e foi ao guiador de uma bicicleta que foi em tempos ver o Benfica jogar a Paris -, Vítor Marques dá diariamente "uma volta" neste meio de transporte de "entre 60 a 100 quilómetros".
"Hoje (ontem) à tarde, vou dar mais uma volta pela estrada até Alcácer", disse, contando depois: "A primeira vez que me desloco por ano a um novo lugar, como por exemplo a Serra da Estrela e a Fátima, vou sempre de bicicleta".
Nesta sua paixão pelo ciclismo, a qual recorda através de fotografias, posters e inúmeros recortes de jornais e revistas que noticiam alguns dos seus feitos na modalidade, Vítor Marques não é seguido pelo filho e quanto ao neto "é ainda muito pequeno para se saber".
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)