Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Pede pistola ao filho para matar vendedor

Um vendedor de 50 anos foi baleado ao início da tarde de ontem na rua Manuel António Gomes, na Charneca do Lumiar, em Lisboa, por causa de dívidas. José Ramos Peres, a vítima, teve de ser operada para lhe ser retirada a bala que ficou alojada no abdómen.
5 de Julho de 2010 às 00:30
PSP e Polícia Judiciária estiveram no local e procuram agora o autor dos disparos
PSP e Polícia Judiciária estiveram no local e procuram agora o autor dos disparos FOTO: Pedro Catarino

O homem permanecia, à hora de fecho da edição, internado em estado grave no Hospital de Santa Maria. A seguir aos dois disparos, o agressor pôs-se em fuga com a mulher e o filho de 15 anos. Estão ainda a monte.

Tudo se passou cerca das 14h00. José Peres, comprador e vendedor de ouro, roupa e electrodomésticos dirigiu-se àquele local para visitar alguns clientes e quando estava a pesar um anel de ouro foi abordado pelo agressor, com cerca de 40 anos. Segundo os moradores, as discussões entre os dois homens duravam há já um ano, com constantes provocações sempre que se cruzavam. Ontem não foi excepção. Mas após uma acesa troca de palavras os dois homens agrediram-se, até que o atirador pediu ao filho de 15 anos para ir buscar a pistola a casa. O menor obedeceu ao pai e depois disso foram disparados dois tiros. Uma das balas ficou alojada na zona do abdómen da vítima. Ao que o CM apurou, no bolso de José estavam cerca de 800 euros e algumas peças em ouro. O homem teve de ser assistido pelo INEM e foi levado para o Hospital. Vários agentes da PSP estiveram no local, mas a Polícia Judiciária já tomou conta da ocorrência. Até ontem à noite não tinha sido feita qualquer detenção. Agressor e família fugiram de carro.

Laurinda Machado é vizinha do agressor e garante que não é a primeira vez que há incidentes naquela casa relacionados com a utilização de armas de fogo. "Estou farta de ouvir tiros e não me sentir segura na minha própria casa. Este homem devia sair daqui para não haver mais problemas", disse ao CM a mulher, visivelmente assustada.

PORMENORES

FAMÍLIA

Ao que o ‘CM’ apurou, a vítima reside na zona de Vila Franca de Xira com a mulher e o filho. Ambos estiveram no Hospital de Santa Maria para saber do estado de saúde do familiar. Estão inconsoláveis com a situação.

FUGA

De acordo com alguns moradores da rua Manuel António Gomes, o atirador esteve ainda algum tempo dentro de casa antes de fugir com a família. Segundo testemunhas, os três levaram uma mala, entraram no carro e não mais foram vistos.

NOITE DE TIROS

Os vizinhos do agressor disseram ainda ao ‘CM’ que no dia anterior, à noite, o homem terá disparado alguns tiros para a rua. No entanto, questionada sobre os factos, a PSP não confirmou a existência de distúrbios.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)