Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

“Pedi-lhe para não me matar”

Ladrão surpreendeu a adolescente quando ela regressava de casa da avó e roubou-lhe a bicicleta e o telemóvel. Assalto deixou moradores assustados
19 de Julho de 2013 às 01:00

"Tive muito medo e deixei-o levar a bicicleta e o telemóvel para salvar a minha vida", diz Patrícia, de 15 anos, um dia após ter sido assaltada por um jovem armado com uma faca no lugar de Tanhel, em Fermedo, concelho de Arouca. O roubo que deixou os moradores locais assustados está a ser investigado pela GNR.

Patrícia regressava de casa da avó cerca das 14h30 de anteontem quando foi abordada por um jovem com cerca de 18 anos que atravessou a bicicleta à frente da sua e lhe apontou uma faca à barriga. "Fiquei a tremer com medo e pedi-lhe para não me matar. Ele disse para eu desmontar da bicicleta e lha entregar e depois pediu-me o telemóvel", recorda a adolescente.

Antes de fugir, o ladrão ordenou à jovem que caminhasse sem olhar para trás. Patrícia obedeceu e regressou a casa da avó em pânico, até que um vizinho da família a fosse buscar.

"Ela estava em pânico, tremia e chorava muito. Tivemos de a acalmar, mas ela continua muito assustada", explicou ao CM Ângela Oliveira, vizinha da jovem que a recolheu até à chegada da mãe, que se encontrava a trabalhar. Embora não tenha visto mais ninguém, Patrícia diz ter-se apercebido da presença de uma outra pessoa perto do local e que terá fugido com o ladrão na sua bicicleta. "Ficamos muito assustados, porque a aldeia é pacata, e até hoje nunca houve nenhum assalto assim por aqui", acrescenta Ângela Oliveira.

arouca roubo furto assalto
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)