Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

Pediátrico de Coimbra sem meios

O Hospital Pediátrico de Coimbra tem uma “gritante e crónica falta de condições de trabalho” que pode “traduzir-se na gradual diminuição da qualidade dos cuidados prestados”, denuncia o Sindicato de Enfermeiros Portugueses.
2 de Março de 2008 às 00:30
Os enfermeiros garantem que há falta de medicamentos, de leites e papas, de fraldas de vários tamanhos, assim como de material de consumo corrente, luvas, batas e até de cadeirões para os pais que acompanham as crianças. Num documento que faz o balanço do primeiro ano de actividade do Centro Hospitalar de Coimbra – ao qual pertence o Pediátrico – como Empresa Pública Empresarial, o sindicato fala também da “falta de condições de higiene”.
A insuficiência de enfermeiros, a contratação de recém-licenciados “a troco de nada” e as más condições de trabalho dos profissionais são factores que pesam no descontentamento do sindicato que acusa a administração do Centro Hospitalar de ter uma “visão autista” e de gerir as unidades de Saúde “em função de critérios economicistas”.
Ver comentários