Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

Pedro Dias vai ao recreio sozinho e faz refeições na cela

Duplo homicida de Aguiar da Beira é alvo da curiosidade dos outros reclusos, que querem saber se matou um GNR.
Miguel Curado 18 de Novembro de 2016 às 01:45
Pedro Dias, GNR, detenção, Polícia Judiciária, Aguiar da Beira
Pedro Dias, GNR, detenção, Polícia Judiciária, Aguiar da Beira
Pedro Dias, GNR, detenção, Polícia Judiciária, Aguiar da Beira
Pedro Dias, GNR, detenção, Polícia Judiciária, Aguiar da Beira
Pedro Dias, GNR, detenção, Polícia Judiciária, Aguiar da Beira
Pedro Dias, GNR, detenção, Polícia Judiciária, Aguiar da Beira
Pedro Dias, GNR, detenção, Polícia Judiciária, Aguiar da Beira
Pedro Dias, GNR, detenção, Polícia Judiciária, Aguiar da Beira
Pedro Dias, GNR, detenção, Polícia Judiciária, Aguiar da Beira
Pedro Dias, GNR, detenção, Polícia Judiciária, Aguiar da Beira
Pedro Dias, GNR, detenção, Polícia Judiciária, Aguiar da Beira
Pedro Dias, GNR, detenção, Polícia Judiciária, Aguiar da Beira
Pedro Dias, GNR, detenção, Polícia Judiciária, Aguiar da Beira
Pedro Dias, GNR, detenção, Polícia Judiciária, Aguiar da Beira
Pedro Dias, GNR, detenção, Polícia Judiciária, Aguiar da Beira
Pedro Dias, GNR, detenção, Polícia Judiciária, Aguiar da Beira
Pedro Dias, GNR, detenção, Polícia Judiciária, Aguiar da Beira
Pedro Dias, GNR, detenção, Polícia Judiciária, Aguiar da Beira
Pedro Dias, GNR, detenção, Polícia Judiciária, Aguiar da Beira
Pedro Dias, GNR, detenção, Polícia Judiciária, Aguiar da Beira
Pedro Dias, GNR, detenção, Polícia Judiciária, Aguiar da Beira
Pedro Dias, GNR, detenção, Polícia Judiciária, Aguiar da Beira
Pedro Dias, GNR, detenção, Polícia Judiciária, Aguiar da Beira
Pedro Dias, GNR, detenção, Polícia Judiciária, Aguiar da Beira
Preso preventivamente na cadeia de alta segurança de Monsanto, em Lisboa, há exatamente uma semana, Pedro Dias tem mantido o isolamento completo da população prisional. Toma as refeições na cela, passa as duas horas de recreio diário sozinho e tem sido alvo de forte curiosidade dos outros reclusos, com quem fala ocasionalmente, aos gritos, através das janelas das celas.


Ao que o CM apurou, os outros reclusos querem saber se o suspeito pelo duplo homicídio de Aguiar da Beira assume alguma culpa, nomeadamente na morte do militar da GNR Carlos Caetano. Pedro Dias tem sido evasivo, falando quase só por monossílabos.

O isolamento do suspeito, de 44 anos, será quase total até pelo menos ao final da próxima semana. Neste momento, Pedro Dias passa por período de adaptação ao estabelecimento prisional de Monsanto, cuja duração será de duas semanas, conforme está previsto na legislação. Só depois é que poderá ter dois recreios diários, na companhia de mais um ou dois reclusos. A escolha dos mesmos compete ao diretor da cadeia.

Caso o deseje, Pedro Dias poderá participar em jogos de futebol, que não podem ter mais do que oito reclusos.
Monsanto Lisboa Pedro Dias Aguiar da Beira GNR Carlos Caetano prisão homicídio
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)