Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
6

Pedro Nunes suspende funções

O actual bastonário da Ordem dos Médicos decidiu suspender funções até à realização da segunda volta das eleições, agendada para 16 de Janeiro. Pedro Nunes revelou ontem a sua posição, justificando-a com o facto de não ter sentido confiança por parte dos médicos.
15 de Dezembro de 2007 às 00:00
“Entendi que não tenho, de momento e até que seja reafirmada, como espero que venha a ser a 16 de Janeiro, a confiança expressa para representar os médicos”, disse Pedro Nunes em declarações à TSF, explicando que, “como já há conselhos regionais eleitos, será o professor José Manuel Silva a executar as funções de bastonário até às eleições”.
Questionado se esta auto-suspensão representa um abandono prematuro do cargo, Pedro Nunes fez questão de o negar. “Não, de maneira nenhuma. Não estou a abandonar nada e nunca o farei. Vou descansar o Natal e o Ano Novo”, vincou, acrescentando: “Espero que, a 16 de Janeiro, seja sufragado por uma larga maioria porque entendo ser imprescindível para o futuro da Ordem dos Médicos manter a sua independência e que não se deixe instrumentalizar nem por regionalismos nem por partidos políticos.”
Pedro Nunes irá disputar com Miguel Leão a segunda volta das eleições para bastonário.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)