Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
9

Encontrado corpo de jovem militar desaparecida na Póvoa de Varzim

Grupo encontrava-se num bar junto à praia da Lagoa e aproximou-se da linha da água para molhar os pés.
Ana Isabel Fonseca, Tânia Laranjo, Manuel Jorge Bento e Sérgio A. Vitorino 25 de Novembro de 2022 às 07:39
Ani Muscuta Fonseca Dabo
Ani Muscuta Fonseca Dabo
Ani Muscuta Fonseca Dabo
Jovem desaparece após ser arrastada por onda na praia da Lagoa na Póvoa de Varzim
Ani Muscuta Fonseca Dabo
Ani Muscuta Fonseca Dabo
Ani Muscuta Fonseca Dabo
Jovem desaparece após ser arrastada por onda na praia da Lagoa na Póvoa de Varzim
Ani Muscuta Fonseca Dabo
Ani Muscuta Fonseca Dabo
Ani Muscuta Fonseca Dabo
Jovem desaparece após ser arrastada por onda na praia da Lagoa na Póvoa de Varzim

Um grupo de oito pessoas, na casa dos 20 anos, foi arrastado pelo mar na madrugada desta sexta-feira na praia da Lagoa, na Póvoa de Varzim. O alerta foi dado às 4h48. O corpo da jovem desaparecida já foi encontrado e foi resgatado pelo Exército e pela Força Aérea Portuguesa.

O Capitão do Porto da Póvoa de Varzim, distrito do Porto, disse, esta quinta-feira, que "tudo leva a crer" que o corpo resgatado esta tarde, no mar, junto à Praia da Lagoa, seja o da jovem de militar de 20 anos, que esta madrugada foi arrastada por uma onda.

"Foi recolhido um corpo da água pelo helicóptero da Força Aérea, que tudo leva querer que seja o da jovem que estava desaparecida. Não temos a confirmação total que seja da pessoa em causa, mas pelas características que nos foram dadas, tudo aponta que será", disse Ferreira Teles

O responsável pelas operações afirmou que, desde o alerta do desaparecimento da jovem, às 04:48 desta madrugada, "todos os meios envolvidos fizeram tudo para tentar recuperar a pessoa com vida, algo que infelizmente não foi possível".

"Pelo menos conseguimos recuperar o corpo, que, a confirmar-se que será o da militar, permitirá, a família fazer o seu o seu luto", partilhou Ferreira Teles.






A Ministra da Defesa e Exército lamentaram a morte de jovem na Póvoa do Varzim.

Em comunicado, o Exército avança ainda que "o apoio psicológico aos familiares continua a ser assegurado através do Centro de Psicologia Aplicada do Exército Português". 

Também o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, enviou as suas condolências. 

O grupo de jovens encontrava-se num bar junto à praia e, por volta 4h30 da manhã abandonaram o local e aproximaram-se da linha da água para molhar os pés, tendo sido posteriormente apanhados pela ondulação. De acordo com a informação apurada pelo CM, o grupo era composto por quatro raparigas e quatro rapazes. Inicialmente, terão sido duas raparigas a entrar no mar e que acabaram por ser arrastadas pela ondulação, sendo que os restantes elementos do grupo terão entrado no mar posteriormente para tentar socorre-las. 



Os jovens são militares do exército e estavam em formação na Escola de Serviços, do Exército Português, sediada na Póvoa de Varzim. As vítimas terminaram esta quinta-feira o curso de condutores, uma especialidade que os permite conduzir veículos do Exército, e dirigaram-se ao espaço de diversão noturna para celebrar o fim da etapa. 

Ani Muscuta Fonseca Dabo estreou-se no Exército no primeiro curso de Praças de 2019, que terminou em maio desse mesmo ano. Depois de concluir esse curso, Ani e os restantes militares entraram na escola de serviço para tirarem outras especialidades. A jovem é natural da Amadora. 

Estão a ser realizadas várias buscas no local, que estão a ser coordenadas pela Polícia Marítima. Na Póvoa aguarda-se a chegada de uma equipa do núcleo de inovação da autoridade marítima com tecnologia de busca e salvamento, nomeadamente aeronaves não tripuladas. Com essa equipa, seguem agentes do Comando Geral da Polícia Marítima para operar e criar um perímetro de buscas, com recurso a tecnologia, naquela zona e em zonas remotas de difícil acesso.

Quando a Polícia Marítima chegou ao local, os bombeiros da Póvoa do Varzim já se encontravam na praia a dar assistência.

Os jovens resgatados foram transportados para uma unidade hospitalar pelos Bombeiros Voluntários da Póvoa de Varzim, onde estão a receber assistência médica. Primeiramente foram transportadas as raparigas que se encontravam em estado de choque. Já foram acionados psicólogos para dar apoio ao grupo. Os jovens deram entrada no hospital às 5h20 e apresentavam sintomas de hipotermia, pré afogamento e lesões traumáticas ligeiras como dores musculares. Os níveis de álcool no sangue não eram significativos.

As buscas tiveram inicio na manhã desta sexta-feira, aéreas e terrestres, que conta com os operacionais da Póvoa do Varzim e com a Polícia Marítima. Segundo o comandante da Polícia Marítima, as buscas tiveram inicio em terra até ao nascer do sol, tendo posteriormente sido solicitado o apoio da força aérea. Mais recentemente, foram iniciadas as buscas marítimas através de um barco salva-vidas.

O helicóptero das forças armadas portuguesas regressou ao local, depois de ter ido abastecer.

As operações de busca foram coordenadas pelo Capitão do Porto e Comandante-local da Polícia Marítima da Póvoa de Varzim e Vila do Conde.

Vai ser aberta uma averiguação militar de forma a perceber o estado dos jovens quando o acidente ocorreu. A PJ não foi chamada ao local. Caso exista suspeitas de crime o caso passa para a polícia civil.

Neste momento, três dos jovens resgatados foram transferidos para o hospital Militar do Porto, por necessitarem de continuidade de tratamentos. Os restantes permanecem no hospital da Póvoa de Varzim apenas por questões logísticas. Os quatro jovens que ficaram no hospital da Póvoa de Varzim já receberam alta hospitalar.

As buscas foram reforçadas durante o período da tarde desta sexta-feira, numa tentativa de conseguir localizar o corpo da jovem militar, tendo sido alargadas até à praia dos beijinhos.

Alguns dos resgatados já foram interrogados e os restantes irão sê-lo nas próximas horas, tanto pelo Exército como pela Polícia Marítima.

Póvoa de Varzim Lagoa questões sociais acidentes e desastres salvamento / busca
Ver comentários
C-Studio