Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

PGR apela ao envio de informações sobre caso das adoções ilegais na IURD

Joana Marques Vidal confirma que exerceu funções no Tribunal de Família e de Menores de Lisboa "entre 1994 e 2002".
5 de Janeiro de 2018 às 20:32
Joana Marques Vidal, Procuradora-Geral da República
Joana Marques Vidal
Joana Marques Vidal falou à margem de uma visita à Comarca de Setúbal
Joana Marques Vidal, Procuradora-Geral da República
Joana Marques Vidal
Joana Marques Vidal falou à margem de uma visita à Comarca de Setúbal
Joana Marques Vidal, Procuradora-Geral da República
Joana Marques Vidal
Joana Marques Vidal falou à margem de uma visita à Comarca de Setúbal
A Procuradora-Geral da República, Joana Marques Vidal, enviou, esta sexta-feira, um comunicado às redações em que aborda a questão das alegadas adoções ilegais na IURD e o "eventual contacto" que teve com os processos que correram relativos a este assunto. 

"Como consta do currículo que se encontra divulgado no Portal do Ministério Público, a Procuradora-Geral da República exerceu funções no Tribunal de Família e de Menores de Lisboa entre 1994 e 2002", recorda o seu gabinete, adiantando que o caso das adoções "deu origem a um inquérito-crime", que se reveste "de uma natureza própria de uma auditoria". 

"Nada deixará de ser investigado, o que permitirá apurar todos os factos e eventuais responsabilidades dos magistrados". 

A missiva termina com um apelo, em que é pedido que quem tenha "conhecimento de factos relacionados com as alegadas adoções ilegais" enviem os mesmos para o email da PGR ( correiopgr@pgr.pt ) ou para a morada da Procuradoria.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)