Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

‘Pidá’ queria ir cantar à Casa da Música

Os serviços prisionais vetaram a presença do mais mediático membro do coro da cadeia de Custóias, Bruno Pinto (‘Pidá’), num espectáculo agendado para dia 26, na Casa da Música, no Porto.
O principal arguido no processo ‘Noite Branca’, relacionado com violência associada à noite do Porto, é um dos 40 membros da Ala dos Afinados, um coro do Estabelecimento Prisional do Porto (Custóias) constituído sob orientação de Jorge Prendas, responsável na Casa da Música pelo projecto artístico Sonópolis.
10 de Junho de 2009 às 00:30
‘Pidá’ foi impedido de participar
‘Pidá’ foi impedido de participar FOTO: José Rebelo

De acordo com a fonte, apenas metade dos 40 coralistas está autorizada a participar no espectáculo. As restrições incidem sobretudo sobre presos preventivos, como Bruno ‘Pidá’, que estão sob alçada dos tribunais.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)