Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

Piropo teve três balas de resposta

Um homem de 45 anos reagiu a tiro contra um grupo de seis jovens que do interior de uma viatura dirigiram alguns piropos a uma prostituta de que o agressor é ‘protector’. Um dos três projecteis disparados alojou-se no encosto de protecção da cabeça de um dos passageiros.
19 de Agosto de 2005 às 00:00
Grupo foi afugentado a tiro de uma zona de prostituição no Porto
Grupo foi afugentado a tiro de uma zona de prostituição no Porto FOTO: Bruno Raposo
O incidente ocorreu pelas 16h30 na EN318, em Folgosa, Maia, numa zona florestal. O grupo de jovens, entre os 17 e os 19 anos, que viajavam de Paços de Ferreira, sua residência, em direcção à praia, na zona das Caxinas, Vila do Conde, afastou-se rapidamente do local, sempre debaixo de fogo, e relatou o caso à GNR.
ARMA APREENDIDA
Uma patrulha com elementos da GNR de Matosinhos deslocou-se ao local e identificou o agressor e a mulher, conhecida por se dedicar à prática da prostituição naquela zona.
O local, junto à serra da Agrela, Santo Tirso, está referenciado pela constante presença de prostitutas mas, segundo as autoridades, não tem sido cenário de incidentes violentos.
Na revista que foi feita ao carro do proxeneta, os militares da GNR encontraram uma pistola de calibre 6,35 mm, não legalizada, que apresentava indícios de ter sido recentemente utilizada, pelo que o suspeito foi imediatamente detido para ser ouvido em tribunal.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)