Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

PJ aperta o cerco a homem que tortorou idosa com golpes de x-ato nos genitais

Mulher de 77 anos terá vivido horas de terror dentro de casa, em Santo Tirso.
Fátima Vilaça 10 de Setembro de 2019 às 09:16
Luísa Silva tinha 77 anos
Mulher foi encontrada morta, com sinais de violência, dentro da casa onde vivia sozinha
Idosa encontrada morta em casa com sinais de violência em Santo Tirso
Luísa Silva tinha 77 anos
Mulher foi encontrada morta, com sinais de violência, dentro da casa onde vivia sozinha
Idosa encontrada morta em casa com sinais de violência em Santo Tirso
Luísa Silva tinha 77 anos
Mulher foi encontrada morta, com sinais de violência, dentro da casa onde vivia sozinha
Idosa encontrada morta em casa com sinais de violência em Santo Tirso
As várias lesões que Luísa Silva, de 77 anos, apresentava quando foi encontrada sem vida, prostrada numa poça de sangue, no interior da casa onde vivia, em Santa Cristina do Couto, Santo Tirso, revelam que a idosa poderá ter vivido horas de terror às mãos do homicida.

A Polícia Judiciária do Porto está a investigar e procura ligações a outros crimes com o mesmo modo de atuação. A imprensa local dava esta segunda-feira conta de que um suspeito havia sido detido, mas a PJ não confirmou a informação.

A autópsia ao corpo, que foi esta segunda-feira realizada no Gabinete Médico Legal e Forense de Guimarães, pode fornecer elementos fundamentais à investigação. A vítima, encontrada por uma irmã e uma vizinha, no domingo ao início da tarde, apresentava vários cortes de x-ato nas pernas e na zona genital. As autoridades suspeitam que a idosa possa mesmo ter sido violada.

A perícia forense vai agora tentar identificar eventuais vestígios de ADN na vítima, que podem levar a investigação até ao autor do crime bárbaro.

"O cenário era horrível, ela estava toda cortada nas pernas e com sinais de ter sido violada. Havia sangue por todo o lado", descreveu a vizinha Fátima Vilas Boas, que acompanhou a irmã de Luísa, no domingo à tarde, quando encontraram a idosa sem vida.

Luísa Silva vivia sozinha desde a morte dos pais, numa moradia junto à EN105, e não atendia o telefone desde sábado. A irmã, Inês Silva, decidiu no domingo entrar na habitação. Deparou-se com o cenário de terror.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)