Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
5

PJ caça ladrões de carros

Não se conheciam, mas dedicavam-se todos à mesma actividade: roubo de carros com ameaça de arma de fogo. Os oito homens, entre os 17 e os 34 anos, passaram os últimos meses a atacar condutores – na maior parte das vezes mulheres e casais de namorados – em vários locais da Grande Lisboa.
29 de Novembro de 2005 às 00:00
Armas de fogo utilizadas nos crimes apreendidas pela Polícia Judiciária aos oito assaltantes agora detidos
Armas de fogo utilizadas nos crimes apreendidas pela Polícia Judiciária aos oito assaltantes agora detidos FOTO: Jorge Godinho
A actividade criminosa terminou na última sexta-feira, quando foram detidos pela Polícia Judiciária.
As investigações da PJ são distintas, mas todas elas incidem no mesmo tipo de delito: o ‘carjaking’ – crime, segundo o inspector-chefe Leitão dos Reis, em que “o assaltante rouba o carro com ameaça de arma de fogo e fica com ele, seja para proveito próprio, por causa da potência do carro, seja para aproveitar as peças ou, até, para cometer outros crimes, como assaltos a estabelecimentos comerciais”.
Fora desta classificação ficam os assaltos em que os carros são apenas utilizados, por exemplo, para “obrigar a vítima a levantar dinheiro, sendo posteriormente abandonados”, disse a mesma fonte.
Só este ano, a Polícia Judiciária de Lisboa já fez 80 detenções por roubos através do método ‘carjaking’.
Ainda segundo a PJ, os oito suspeitos agora detidos optavam pelo mesmo método: escolhiam mulheres que viajavam sozinhas e abordavam-nas, ou nos semáforos ou no momento em que estacionavam o carro. Recorriam sempre a ameaças com armas de fogo. O outro alvo preferencial eram os casais de namorados. Os assaltantes atacavam à mão armada, em locais ermos: roubavam-lhes o carro – e o telemóvel, para que as vítimas não pedissem ajuda.
A PJ suspeita que cada um dos oito suspeitos actuava integrado em grupos de dois a sete elementos – alguns deles já detidos no âmbito de outras operações. “Quando o grupo é superior, é necessário um carro de apoio”, disse ao Correio da Manhã a mesma fonte. O facto de terem idades muito diferentes leva a PJ a concluir que não é possível traçar um perfil destes assaltantes.
As detenções ocorreram um dia depois de um dos suspeitos ter roubado o carro a uma mulher que circulava numa viatura topo de gama na zona do Parque das Nações, em Lisboa. O carro foi recuperado.
A PJ executou ainda 15 buscas domiciliárias. Entre as onze armas de fogo apreendidas (caçadeiras e revólveres) consta uma arma artesanal mas com capacidade letal através da projecção de dardos. Também foram confiscadas cerca de mil doses de cocaína, 500 de heroína e pastilhas de ecstasy. Três dos arguidos aguardam o desenrolar do processo em prisão preventiva e um em prisão domiciliária. Os restantes têm de apresentar-se à polícia periodicamente.
PENA DE PRISÃO VAI ATÉ 15 ANOS
Os oito homens detidos sexta-feira pela PJ actuavam por toda a Grande Lisboa. Há registo de assaltos desde a zona de Alenquer até à zona de Mafra. “Alguns roubam os carros porque os deles avariam. Vêem um igual, roubam e basta trocar a matrícula”, disse uma fonte da PJ ao nosso jornal.
Entre as armas apreendidas, que se suspeita serem usadas nos crimes, estão duas caçadeiras de canos serrados. Segundo o Código Penal, os suspeitos podem ser condenados a 15 anos de cadeia. Os investigadores garantem que os detidos não têm qualquer relação entre si e que nem sequer se conheciam. Ainda assim, todos eles partilhavam o mesmo método para roubar carros. A PJ mobilizou 65 inspectores para concretizar esta operação.
ÚLTIMOS CASOS
ALCABIDECHE
Cinco rapazes obrigaram uma mulher, sob ameaça de um revólver, a entregar-lhe o Volkswagen Golf que conduzia. Nas duas horas que se seguiram, os assaltantes efectuaram quatro assaltos, sempre no carro da vítima. Foi na última terça-feira em Alcabideche, concelho de Cascais. Foram detidos.
SACAVÉM
Uma mulher de 49 anos foi atingida a tiro por um grupo de assaltantes que a obrigou a parar para lhe roubar o carro, no último dia 5 de Novembro, numa estrada em Sacavém, concelho de Loures. Roubaram-lhe ainda milhares de euros em dinheiro.
LUMIAR
No início deste mês, um homem encapuzado e armado com uma pistola roubou um Seat Leon a três ocupantes, que se encontravam parados num semáforo, no Lumiar, em Lisboa. O primeiro a ser ameaçado foi o condutor. O carro roubado valia cerca de 31 mil euros.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)