Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
3

PJ desmente pagamentos a Rui Pinto

Força de segurança afirma que hacker está apenas enquadrado no programa de proteção de testemunhas.
Correio da Manhã 10 de Agosto de 2020 às 20:48
Rui Pinto
Rui Pinto FOTO: Lusa

A Polícia Judiciária desmentiu esta segunda-feita a contratação, e consequente pagamento, de Rui Pinto por quaisquer serviços.

Num comunicado enviado às redações, a força de segurança sublinha que o hacker está inserido num programa de proteção de testemunhas. Considera-se "testemunha qualquer pessoa que, independentemente do seu estatuto face à lei processual, disponha de informação ou de conhecimentos necessários à revelação, perceção ou apreciação de factos que constituam objeto do processo, de cuja utilização resulte um perigo para si ou para outrem", descrevem em comunicado. 

A autoridade esclarece ainda qye todas as despesas com a proteção de Rui Pinto estão ao abrigo do programa de proteção de testemunhas. 

Rui Pinto PJ Polícia Judiciária política partidos e movimentos
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)