Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
1

PJ DETÉM AUTARCA

O presidente da Câmara Municipal da Ponta do Sol, Madeira, foi ontem detido pela Polícia Judiciária. António Lobo vai ser ouvido no âmbito de um processo em curso sobre alegadas situações de corrupção no município.
12 de Outubro de 2004 às 02:18
Em causa está um alegado favorecimento relacionado com licenças de construção de várias obras particulares no concelho a troco de dinheiro.
António Lobo, eleito nas listas do PSD, está à frente da Ponta do Sol há quatro mandatos.
Sábado, durante um comício do PSD-M, na Ponta do Sol, o líder madeirense, Alberto João Jardim, afirmou “não admitir poucas vergonhas” por parte de detentores de cargos públicos, recordando ter transmitido ao director da PJ do Funchal que fizesse as investigações necessárias “doa a quem doer”.
FUNCIONÁRIOS DETIDOS
O processo em causa recai sobre alegadas situações de corrupção no município da Ponta do Sol e já levou à detenção de dois técnicos da autarquia – uma arquitecta e um fiscal de obras – que estão em regime de prisão preventiva.
Os dois funcionários foram surpreendidos, há duas semanas, pela polícia Judiciária, quando foram detidos, a contar dinheiro.
Os detidos são pessoas influentes nos processos de decisão de obras privadas no concelho e suspeita-se que recebiam dinheiro para facilitarem a concretização de projectos imobiliários.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)