Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
2

PJ detém belga "muito perigoso"

A Polícia Judiciária (PJ), através da Direcção Central de Combate ao Banditismo e em articulação com o Gabinete Nacional Interpol, deteve um cidadão belga “considerado muito perigoso”, que se encontrava em fuga desde 2004.
27 de Outubro de 2008 às 14:18

Em comunicado, a PJ explica que o detido, de cerca de 50 anos, era procurado pelas autoridades belgas desde 2004 para cumprimento de pena de prisão.

Entre as acusações que pendem sobre o detido, destaque para as ameaças de morte a juízes, Ministério Público, Polícia e advogados que intervieram nos eu processo, além da própria mulher e filhas. Ataques esses que seriam perpetrados através de engenhos explosivos e produtos químicos (ácidos).

As ameaças levaram a uma intensificação dos esforços policiais no sentido de inviabilizar a sua concretização.

A PJ refere ainda que, durante as investigações, foram apreendidas diversas substâncias químicas e explosivos, e, na posse do indivíduo,  uma pistola de calibre 6.35mm, uma caixa com 25 munições do mesmo calibre, um spray lacrimogéneo, um foguete de sinalização tipo very light e um canivete.

Na auto-caravana que servia de transporte e residência ao cidadão belga, as autoridades portuguesas apreenderam quatro carabinas, uma pistola de calibre 7.66 mm, um revólver de calibre .38mm, uma faca e meio milhar de munições.

 

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)