Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
8

Suspeito de mais de 150 crimes de violação obrigava filha da companheira a manter relações

Violações funcionavam como um pagamento para que ele as deixasse continuar a residir na casa.
Correio da Manhã 18 de Janeiro de 2022 às 08:37
PJ
PJ FOTO: David Cabral Santos
A Polícia Judiciária deteve um homem de 41 anos por suspeita da prática de dois crimes de violência doméstica e 153 crimes de violação, na Moita, em Setúbal.

O arguido iniciou um namoro com uma das vítimas em 2018, tendo esta passado a residir em casa dele, juntamente com a filha e o filho, menor de dois anos.

No decurso do ano de 2020, o homem aproveitou um momento em que se encontrava sozinho em casa com a filha da companheira, dirigiu-se ao quarto desta e violou-a. Depois do crime, o agora detido ameaçou a vítima ao dizer que o que aconteceu passaria a ocorrer com regularidade e, caso isso não acontecesse, punha toda a gente fora de casa.

As violações funcionavam assim como um pagamento para que ele as deixasse continuar a residir na casa. Os crimes aconteceram até dezembro de 2021, altura em que as vítimas apresentaram queixa no Órgão de Polícia Criminal local.

O detido já tem antecedentes por crimes de roubo. Ao ser presente a primeiro interrogatório, acabou por lhe ser aplicada a medida de coação mais gravosa: a prisão preventiva.

PJ Moita Polícia Judiciária Setúbal crime lei e justiça crimes sexuais questões sociais
Ver comentários