Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal
7

PJ faz 603 detenções

O director nacional da Polícia Judiciária escolheu a cerimónia dos 22 anos do Departamento de Aveiro para revelar os resultados mais recentes do organismo que dirige há cerca de quatro meses e meio.
27 de Setembro de 2008 às 00:30
Para Teófilo Santiago a equipa está motivada
Para Teófilo Santiago a equipa está motivada FOTO: Ivo Tavares

De acordo com os números apresentados ontem por Almeida Rodrigues, entre Maio e Setembro deste ano, a PJ deteve 603 suspeitos, dos quais 257 ficaram com medida de coacção de prisão preventiva.

No que toca à criminalidade violenta – homicídios, roubos, raptos e sequestros –, a PJ regista só nos últimos dois meses 135 detidos, dos quais 60 ficaram em prisão preventiva. O maior número de detenções foi por crime de roubo (68).

Almeida Rodrigues justificou a opção pelo anúncio destes dados em Aveiro neste momento, e não no aniversário da PJ, daqui a um mês, com o facto de se sentir "mais confortável" naquela que já foi a sua "casa".

O director nacional da PJ diz que "grande parte da criminalidade violenta ocorrida no país deriva dos grandes centros, como Lisboa, Setúbal e Porto". Também o eixo da A25 (entre Aveiro e Vilar Formoso), como porta de entrada a partir de Espanha, preocupa o director nacional, embora garanta: "Temos conseguido suster estes focos."

O ministro da Justiça, Alberto Costa, que presidiu à cerimónia, considerou que "a Polícia Judiciária vive um momento de maturação institucional e de afirmação operacional, tendo-se verificado nos últimos meses a intensificação da sua actividade".

Já Teófilo Santiago, dirigente da PJ de Aveiro, fez também um discurso optimista, reconhecendo que os resultados acontecem "quando a equipa está motivada".

NÚMEROS

Detenções

Nos últimos dois meses, a PJ deteve 285 suspeitos, dos quais 107 ficaram em prisão preventiva.

Cimes Violentos

No mesmo período foram detidos 43 indivíduos suspeitos de homicídio, 68 de roubo e 24 de rapto ou sequestro. Destes 135, cerca de metade recolheu à cadeia.

Apreensões

A PJ regista a apreensão de 1,2 milhões de euros em dinheiro e 406 mil euros em moeda falsa. Foram apreendidas 360 armas e 145 automóveis.

Droga

Os números das apreensões de droga apontam para 817 quilos de cocaína, 2,4 quilos de heroína, quase 15 toneladas de haxixe e 61 mil unidades de ecstasy.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)